Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Visa lança programa de desenvolvedores e confirma centro de inovação em SP

Postado em: 04/02/2016, às 15:40 por Henrique Medeiros

A Visa lançou nesta quinta-feira, 4, o novo programa para desenvolvedores de aplicações financeiras, Visa Developer. Com abrangência mundial, a ideia da bandeira de cartões é transformar a empresa em uma ‘plataforma aberta’ para instituições financeiras, comércios e parceiros de tecnologia criarem, colaborarem e compartilharem novos softwares e aplicativos que ajudem no pagamento via dispositivos móveis.

Na ação, a empresa liberou em um site parte de sua tecnologia através de APIs e kits de desenvolvimento (SDK), dividindo entre uma suíte de produtos e outras de programas, além de sandbox com testes da Visa; como explicou em entrevista exclusiva ao MOBILE TIME, Mark Jamison, chefe global de pesquisa e desenvolvimento da Visa.

“Visa está completando 55 anos neste ano e hoje é um tremendo dia para nós. Com o programa Visa Developer, nós vamos pegar o núcleo de nossa operação e colocar em APIs para nossos parceiros e outras companhias desenvolverem novas ideias”, disse Jamison.

Testes beta do Visa Developer foram feitos nos últimos seis meses com empresas de tecnologia e bancos. Capital One, Emirates NBD, Facebook, National Australia Bank (NAB), Stripe, TD Bank e TSYS estão entre as companhias que apoiaram a ação durante os testes.

“Na Visa nós entendemos que o mundo está ficando digital. Com isso, nós estamos abrindo diferentes capacidades para diferentes grupos”, completou o executivo. “Tradicionalmente nós temos parceiros como instituições financeiras, companhias comerciais (varejo) e temos parceiros estratégicos, como Apple”.

Para o Brasil, Mark Jamison lembra que a plataforma é universal, com acesso liberado para todas as pessoas. Com breve passagem pelo Brasil durante a Campus Party 2016, ele revelou que adiantou com algumas empresas para criarem aplicações na plataforma, em especial bancos.

‘Como peças de Legos’

“No nosso programa estamos abrindo uma série de diferentes ações. Acredito que esse processo vai funcionar como peças de lego. As empresas vão desenvolver novas ideias para dar mais segurança aos usuários”, afirmou o chefe de pesquisa e desenvolvimento da Visa. “No entanto, o mais importante é: quando eles escolherem construir com a API da Visa, estarão ajudando 3 bilhões de contas da Visa ao redor do globo”.

As áreas nas quais a companhia espera novas melhorias são: segurança para os comerciantes, autenticação de cartão e pagamento entre pessoas.  Outra funcionalidade que deve ser bastante explorada pelos desenvolvedores é a geolocalização.

Jamison explica que uma das APIs liberadas é do serviço de localização móvel, que compara o endereço de compra e a localização do consumidor para confirmar sua autenticidade por meio de conexão Wi-Fi ou dados móveis. Essa solução deve entrar no ar nos próximos seis meses em uma parceria com uma emissora de cartões ainda não revelada.

Centro de Inovação em São Paulo

Jamison confirmou a construção este ano de um Centro de Inovação da Visa em São Paulo, notícia que havia sido adiantada por MOBILE TIME em julho passado. O local que servirá como um centro de pesquisas para a Visa e seus parceiros criarem aplicações financeiras para pagamentos.

“Nós estamos fazendo um investimento multimilionário nesses centros de inovação. Já temos em São Francisco, Dubai, Miami e agora em São Paulo”, revelou. “O conceito do centro de inovação é servir como um recurso para nossas parceiras e fazer uma co-criação de novas funcionalidades”.

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top