Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Especialistas recomendam cuidados na declaração de IR via smartphones e tablets

Postado em: 09/04/2013, às 17:37 por Camila De Carli

Disponível desde o dia 1º de abril na Google Play e na App Store, o aplicativo  da Receita Federal requer alguns cuidados dos contribuintes que enviarem suas declarações de renda pelos dispositivos móveis. “O nome da Receita Federal é comumente usado em ataques, e com o aplicativo móvel pode não ser diferente”, alerta Fábio Assolini, analista sênior de malware da Kaspersky.

A primeira dica de segurança para aqueles que querem enviar a declaração por tablets ou smartphones é baixar o aplicativo correto. É preciso, portanto, estar atento ao nome do desenvolvedor, que, no caso do aplicativo de declaração do Imposto de Renda, é o Serpro. “É comum que haja clones de aplicativos populares, como esse da Receita Federal. Muitas vezes há mais de um aplicativo com o mesmo nome e o usuário, distraído, acaba baixando o primeiro da lista, que pode ser um aplicativo malicioso”, explica Assolini.  Para o analista da Kaspersky, a clonagem do aplicativo da Receita é uma ameaça maior para usuários de aparelhos do sistema Android: “A App Store tem um controle mais rígido das aplicações, barrando aplicativos maliciosos. A Google Play não tem esse controle tão severo”, explica.

O  diretor de Suporte Técnico para América Latina da McAfee, José Matias Neto, sugere que os usuários instalem soluções de segurança em seus dispositivos móveis, a fim de garantir que o equipamento não fique contaminado. “Como os tablets e smartphones são equipamentos fáceis de serem perdidos ou roubados, é importante ter uma solução capaz de criptografar dados sigilosos”, recomenda. “O grande perigo de enviar a declaração por esses aparelhos é que alguém roube a identidade do usuário”, afirma.

Outra recomendação é optar por uma rede segura na hora de mandar a declaração para a Receita Federal. “Deve-se evitar o tráfego em rede Wi-Fi pública, como aquelas de shoppings centers e cafeterias”, sugere Assolini, da Kaspersky. “As informações podem ser obtidas por alguém que esteja nessa mesma rede”, justifica. O recomendado é que o usuário utilize sua própria rede Wi-Fi  ou a rede móvel quando fizer o envio da declaração.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top