Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Entre os casais brasileiros, 35% conhecem a senha do smartphone do companheiro

Postado em: 09/06/2015, às 15:59 por Redação

A preocupação com o uso de senhas compartilhadas parece não atingir os casais que devem celebrar o Dia dos Namorados na próxima sexta-feira, 12. Aproximadamente 76% dos usuários brasileiros sabem a senha de seu parceiro ou parceira no Facebook. Segundo uma pesquisa da Intel Securities sobre o comportamento das pessoas em relacionamentos amorosos conectadas à Internet, divulgada nesta terça-feira, 9, o problema não para por aí: 50% deles sabem a senha de e-mail ou computador e 35% conhecem a senha do dispositivo móvel (código PIN).

Se por um lado as redes sociais e os dispositivos móveis não são bem protegidos no relacionamento, quando o assunto é dinheiro a história muda. Apenas 10% compartilham suas credenciais bancárias. Dos 500 brasileiros entrevistados pela pesquisa, 5% disseram que não compartilham nenhuma senha.

Ao todo, 2,5 mil usuários de Internet adultos (entre 18 e 54 anos de idade) da Austrália, Brasil, Cingapura, Estados Unidos e México participaram da pesquisa.

Proteção de documentos e 'surpresas' no smartphone

O medo de ter informações vazadas na web é uma das principais preocupações dos usuários brasileiros. Segundo a pesquisa, 81% deles temem que suas informações pessoais ou dados íntimos possam ser compartilhados sem seu consentimento. Contrasta, neste caso, que 30% já enviaram fotos de si para outras pessoas por meio de dispositivos móveis e 24% deixam de excluir fotos ou conteúdos íntimos após o compartilhamento.

Ao serem questionados pela pesquisa sobre que tipo de conteúdo encontraram nos celulares de seus pares românticos, 83% dos entrevistados afirmaram que acessaram mensagens comuns com parentes e amigos, e 19% confirmaram terem encontrado conteúdo de paquera como mensagens instantâneas e e-mails de outras pessoas.

Por fim, a análise da Intel Securities constatou que o modo de comunicação mais comum entres os casais conectados é o WhatsApp (74%), seguido de ligações telefônicas (73%) e mensagens de texto (58%).

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top