Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

"Os aplicativos são a vitrine das empresas", diz vp da CA Technologies

Postado em: 17/06/2015, às 18:03 por Redação

A procura de consumidores por aplicativos mais diretos, simples e segmentados transformou essas ferramentas em vitrines para as empresas, é o que afirma Trevor Bunker, vice-presidente sênior de pré-venda da CA Technologies. Durante a palestra que abriu o segundo dia do Ciab-Febraban, evento que discute a tecnologia no setor financeiro em São Paulo, Trevor abordou a inovação e a diferenciação na criação de aplicativos do gênero.

“Aproximadamente 2 bilhões de clientes vão usar mobile banking até 2019. E uma em três pessoas cogitaria usar um banco totalmente digital”, afirmou Bunker, ao citar pesquisas de mobilidade da McKinsey e da Accenture, respectivamente. “Aqueles que criarem os aplicativos vão controlar o futuro. Eles são realmente o que nós (empresas) somos”.

Para Raul Moreira, vice-presidente de negócios de varejo do Banco do Brasil, a relação da população com o internet banking vai trazer mudanças profundas no mercado financeiro. Em sua visão, parte dessa mudança é movida pela entrada de smartphone no mercado e pelos apps de redes sociais.

“As pessoas precisam de soluções mais inteligentes, integradas e customizadas na transferência de recursos”, disse Moreira. “O cliente não quer ver mais um produto como uma forma complicada, mas em uma forma convergente”.

Oportunidades

Moreira acredita que as soluções que andarão mais rápido no setor serão as de pagamentos móveis para conta corrente e cartões. Ele cita como exemplo que dos usuários de mobile banking do BB, 99% fazem transações via conta corrente e 92% por cartão de crédito.

O executivo diz que o papel dos bancos neste processo é achar oportunidades, como eliminar o gasto com papel moeda. Atualmente, R$ 1 trilhão são sacados em terminais ATM. Outra tendência é diminuir a burocracia com funções mobile.

“A tendência do consumidor é convergir para a plataforma de mobile banking”, enfatiza o brasileiro. “Eu diria que essa transformação, não é para daqui a cinco anos: é para agora. A hora é agora. Precisamos facilitar soluções digitais para o comércio e para o cliente”.

Para Trevor Bunker, a oportunidade está na criação de um ecossistema com serviços multicanais, além de prover ao cliente uma melhor experiência de uso por meio de serviços customizados e aconselhamento financeiro.

“Os consumidores continuam pedindo por mais serviços. Portanto, nós precisamos conectar apps e dados, entregar as soluções (móveis) e operar com mais velocidade”, explicou o norte-americano. “E o mais importante: é preciso entregar uma solução segura. Sem segurança, o povo não vai usar o app".

Tags: , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top