Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Crise da Oi: AGC é suspensa novamente por mais duas horas a pedido da Oi e dos bancos públicos

Postado em: 19/12/2017, às 19:45 por MOBILE TIME

A Assembleia Geral de Credores (AGC) da Oi foi suspensa por mais duas horas e será retomada às 21h40 – depois de já ter sido suspensa anteriormente por duas horas e meia. O novo pedido de tempo foi solicitado pela Oi e apoiado por representantes do BNDES, Banco do Brasil e Caixa para que possam analisar as últimas modificações no texto do plano de recuperação judicial. Segundo o representante do Banco do Brasil, um dos pontos em análise se refere ao investimento que será feito na companhia.

Vale lembrar que o BNDES é o único representante da classe II de credores, o que lhe dá, na prática, direito de veto do plano. Sobre a posição da Anatel, que tem uma participação relevante na classe III, a expectativa é de um voto contrário ao plano, informam fontes.

A AGC começou no fim da manhã com a presença de cerca de 600 representantes de credores. O quórum mínimo para a instalação da assembleia era de representantes de mais da metade do valor da dívida de cada uma das quatro classes da dívida, que totaliza R$ 64 bilhões (veja abaixo o valor de cada classe). Para a aprovação do plano são necessários os votos de mais da metade dos presentes das classes I e IV de representantes de mais da metade do valor de crédito das classes II e III.

Classe I – Trabalhista (R$ 912 milhões)
Classe II – Garantia real – BNDES (R$ 3,33 bilhões)
Classe III – Quirografários – bancos (R$ 13,8 bilhões), bondholders (R$ 32,3 bilhões), Anatel (R$ 11 bilhões), outros fornecedores e processos judiciais (R$ 2,48 bilhões).
Classe IV – Microempresas (R$ 68,2 milhões)

0 Comentários

Os comentários estão fechados.