Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Pesquisa mostra oportunidade para adoção de RCS nos EUA

Postado em: 23/05/2013, às 18:26 por Redação

O mercado de mensagens móveis pode ser dividido em dois: de um lado há o serviços providos pelas operadoras celulares, como SMS e MMS, e, de outro, os serviços de mensagens instantâneas providos por terceiros, através de apps, como WhatsApp, Viber, eBuddy etc. O SMS e o MMS têm a vantagem de serem interoperáveis e não dependerem de smartphones: é possível enviar mensagens para qualquer usuário, de qualquer operadora. Os serviços over the top (OTT), por sua vez, têm interface mais atraente e costumam ser mais baratos, mas dependem de smartphones e requerem que o destinatário use o mesmo app. Nessa disputa pela preferência dos consumidores,  os dois lados encomendam pesquisas para entender os hábitos dos usuários. A mais recente foi realizada nos EUA, a pedido da Acision, uma fornecedora de plataformas de mensagens para operadoras celulares. Após entrevistarem em abril 1 mil norte-americanos que possuem smartphones, descobriu-se que há espaço para um novo serviço de mensagens, o chamado RCS (Rich Communications Suite).

Atualmente, 92% dos norte-americanos com smartphones usam SMS. E 72% se consideram dependentes dessa forma de comunicação. Vale lembrar que 77% têm planos de SMS ilimitado, o que leva a crer que o preço possa ser um fator determinante. Mas o SMS não reina sozinho: 72% dos entrevistados disseram usar múltiplos serviços de mensagens. Ou seja: usam o SMS, mas também as variantes OTT. Se isso acontece, é porque o SMS não preenche todas as necessidades dos usuários. A saída para as teles pode estar no RCS, uma evolução das plataformas de SMS. O RCS permite que as operadoras ofereçam um  serviço de mensagens instantâneo com a mesma interoperabilidade do SMS, mas com uma interface multimídia e características que hoje se restringem aos OTTs, como visualização de status (ocupado, livre, ausente etc), mensagens em grupo, envio de fotos e vídeos etc. Sob o nome de Joyn, os primeiros serviços de RCS foram lançados na Espanha e devem avançar pelo resto do mundo em breve. Segundo a pesquisa da Acision, 75% dos consumidores norte-americanos estão interessados em um serviço com as características do Joyn, fornecido pelas teles, desde que o o preço seja justo.

Entre os norte-americanos que usam mensagens OTT, 57% disseram se considerar "dependentes" desse serviço. As principais razões citadas foram: velocidade (50%), notificação de entrega de mensagem (36%) e confiabilidade (35%). Entre os que se consideram dependentes do SMS, os principais motivos apontados foram: confiabilidade (40%), velocidade (39%) e alcance (32%).

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top