Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Hellofood: 37% dos pagamentos acontecem dentro do aplicativo

Postado em: 23/11/2015, às 08:56 por Fernando Paiva

Uma das tendências em comércio móvel é o crescimento do pagamento dentro do smartphone, via app ou site, especialmente quando não se trata de um serviço virtual, mas prestado no mundo real, como uma corrida de táxi ou a entrega de uma refeição. Diversos serviços têm incentivado o pagamento in-app. Um deles é o Hellofood, aplicativo de delivery de comida. Atendendo a uma solicitação de MOBILE TIME, a empresa revelou números referentes a outubro deste ano: 37% dos pedidos feitos em sua plataforma nesse mês foram pagos dentro do aplicativo. Isso representa um crescimento de 10 pontos percentuais em um ano: em outubro de 2014 a participação in-app havia sido de 27%.

Uma das razões para o crescimento é que há mais restaurantes no app aceitando essa forma de pagamento. Eram 60% um ano atrás e agora são 81%, informa a empresa. A comissão paga pelo restaurante por pedido é a mesma, independentemente da forma de pagamento. O que muda é que o custo de adquirência é repassado para o estabelecimento comercial. Ou seja, em tese, o Hellofood não gera mais receita diretamente com o pagamento in-app. A vantagem estratégica é que ele aumenta a comodidade para o consumidor e reforça o vínculo com os restaurantes parceiros, que recebem o pagamento pelo Hellofood.

A plataforma de pagamentos digitais da Hellofood é fornecida pela Adyen.

App e iOS crescem

O Hellofood informou também que nos últimos 12 meses a participação do aplicativo superou a web no total de pedidos. Em outubro de 2014, o app respondia 46% dos pedidos, e agora, por 58%, enquanto a web caiu de 54% para 42%. A taxa de recorrência no app é 30% mais alta que na web.

O share de pedidos por sistema operacional, por sua vez, revela um crescimento do iOS em um ano, passando de 41,1% para 51,1%. O Android, por sua vez, caiu de 57,4% para 47,8%. E o Windows Phone diminuiu de 1,6% para 0,7%.

Tags: ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top