Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Mudança em layout do app gera aumento de receita e engajamento para a PSafe

Postado em: 28/01/2016, às 10:35 por Fernando Paiva

Na semana passada, o PSafe Total (Android), aplicativo brasileiro de segurança e otimização de performance de smartphones, disponibilizou a sua versão 3.0 com novas ferramentas e um layout reformulado, no qual as propagandas dos anunciantes aparecem em formato de cartões misturados a conteúdo do próprio app. Os resultados verificados após a primeira semana da atualização ficaram acima do esperado: houve um aumento de 50% na receita média gerada por usuário por dia e um crescimento de 60% no engajamento com o app, medido por duração de cada sessão e quantidade de ferramentas acessadas. "A expectativa era de um aumento de 10% a 15% na receita. Mas é preciso ressaltar que ainda são resultados preliminares", comenta o fundador e CEO da companhia, Marco de Mello.

O novo layout segue uma tendência cada vez mais comum entre apps das mais variadas categorias: misturar anúncios com conteúdo informativo de maneira orgânica. Um dos pioneiros nesse sentido foi o Facebook, por exemplo.

A PSafe tem 25 milhões de usuários únicos mensais (MAUs), dos quais 20 milhões estão no Brasil, seu mercado de origem. Os outros estão espalhados pelas Américas, principalmente no México e nos EUA. Mello projeta que a operação brasileira se tornará lucrativa ainda este ano, impulsionada pelos bons resultados da nova atualização. O break-even na soma de todas as suas operações deve vir em 2017.

Em março será aberto um escritório da PSafe no México. O mesmo deve ser feito nos EUA dentro de 12 meses.

No que diz respeito à base de usuários, a projeção é alcançar 35 milhões de MAUs ao todo no fim deste ano.

Estratégia

Não foi apenas o layout que mudou na versão 3.0 do PSafe Total. O app acrescentou funcionalidades de otimização da performance do smartphone, área que não atuava antes. A ideia é ser um aplicativo que concentre todas as necessidades do usuário relativas a segurança, privacidade e otimização, uma espécie de "one-stop shop" para essas finalidades.

A inclusão de ferramentas de performance serve também para combater a impressão de que apps de antivírus prejudicam o desempenho do aparelho. "Há uma percepção equivocada de que segurança torna o aparelho mais lento. É o contrário: a segurança auxilia na performance", afirma o executivo.

Entre as novidades do app estão uma ferramenta de limpeza de mídia do WhatsApp, para liberar memória, e outra de resfriamento do CPU. Elas foram desenvolvidas após análise do perfil de uso de smartphone dos usuários brasileiros do PSafe ao longo dos últimos 12 meses. O PSafe 3.0 tem as mesmas funcionalidades nos outros mercados, mas Mello não descarta a possibilidade de no futuro haver ferramentas desenvolvidas especificamente para um país ou outro, de acordo com preferências locais.

Novos apps

A PSafe lançou no fim do ano passado um aplicativo dedicado à otimização da bateria, o PowerPro. Em dois meses, já são mais de 700 mil downloads. A empresa estuda lançar ao longo do ano mais dois apps com funcionalidades específicas. "Queremos atender a gregos e troianos: aqueles que querem um app tipo 'one-stop shop' e aqueles que preferem apps individuais menores e focados em áreas específicas. Não precisamos escolher uma estratégia ou outra", comenta Mello.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top