Grupos de mídia
20/04/2017, 03:38

Viacom compra participação majoritária no Porta dos Fundos

A Viacom International Media Networks anunciou um acordo definitivo para a aquisição de parte majoritária do coletivo de humor Porta dos Fundos. A aquisição incorpora a produtora de conteúdo de comédia e o canal de YouTube – o mais influente do mundo, de acordo com o ranking Zefr – ao portfólio da Viacom.

Os ativos do 'Porta dos Fundos' incluem, além do canal principal, uma série de outros canais no YouTube, o site portadosfundos.com.br, uma extensa biblioteca de vídeos de curto formato, séries de TV, aplicativos móveis, games e uma linha de produtos licenciados.

Sob os termos da transação, a Viacom tem a opção de aumentar sua posição de proprietária no futuro.

Fundado por Antonio Tabet, Fábio Porchat, Gregório Duvivier, João Vicente de Castro e Ian SBF, em 2012, o Porta dos Fundos é uma companhia de produção de conteúdo audiovisual conhecida pela criação de vídeos curtos de comédia em formato de esquetes e conteúdos para televisão. O canal do grupo no YouTube, operado e gerenciado pela companhia conta com mais de 13 milhões de inscritos. Recentemente, o canal ultrapassou a marca de 3 bilhões de visualizações, tornando-se o quinto produtor de conteúdo brasileiro mais visto na história do YouTube.

Com a aquisição, Viacom e Porta dos Fundos cocriarão várias novas produções em um esforço contínuo para fortalecer a veia criativa na produção de conteúdo original para as marcas em plataformas lineares e não lineares. As duas empresas já trabalharam juntas na coprodução de "Portátil", série de cinco episódios sobre os bastidores da peça de teatro homônima de Porta dos Fundos, exibida no Brasil pelo Comedy Central em 2016.

O portfólio da Viacom no mercado brasileiro atualmente inclui sete marcas de canais de TV por assinatura, como Comedy Central, Paramount Channel, VH1, Nickelodeon, Nick Jr, entre outras; um conjunto de aplicativos móveis de TV on demand; múltiplos eventos e experiências, como "Meus Prêmios Nick" e "Dia de Brincar", da Nickelodeon; e uma extensa oferta de produtos de consumo licenciados.

 

Comentários

2 Comentários

  1. Richard disse:

    Trazer os canais temáticos da MTV pra cá a Viacom não faz: mas fazer a compra "disso" aí, que é mais sem graça que A Praça É Nossa, é na hora.

  2. Vilson Vieira Junior disse:

    E a velha prática de concentração midiática avança na internet, com grandes empresas tradicionais de mídia (TV aberta e paga, principalmente), além das teles, no exterior, devorando empresas do ramo de produção de conteúdo audiovisual. As previsões do estudioso norte-americano Ben Bagdikian são piores do que o esperado por ele próprio décadas atrás. Em breve, poderemos contar nos dedos de apenas uma das mãos os conglomerados que vão dominar os meios de comunicação.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Converge Comunicações. Todos os direitos reservados.
Top