OUTROS DESTAQUES
Ironia da história
terça-feira, 13 de janeiro de 1998 , 20h25 | POR REDAÇÃO

A par das discordâncias em relação às mudanças na política cambial, o ex-presidente do Banco Central, Gustavo Franco, citou durante seu discurso de despedida "razões pessoais" como um dos motivos que o levaram a deixar o cargo. Segundo fonte palaciana, ele teria dito ao presidente FHC que precisa ajudar o seu sogro, empreendedor do setor imobiliário que estaria sofrendo problemas financeiros. Ironicamente, estes problemas seriam devidos, em grande parte, aos juros altos.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top