OUTROS DESTAQUES
Argumentos para decisão: o mercado
quarta-feira, 21 de junho de 2000 , 22h35 | POR REDAÇÃO

Com a faixa de 1,8 GHz será possível uma antecipação do oferecimento do serviço de dados em menor prazo. Segundo José Leite, os sistemas do GSM, GPRS (transmissão de dados por pacote) e EDGE (Enhance Data for Global Evolution), que estarão disponíveis a curto prazo, poderão oferecer taxas de transmissão acima de 100 kbps. Além disso, a opção por 1,8 GHz implica a adoção da tecnologia GSM, mas haverá um grande ganho de escala pois há 300 milhões de acessos GSM no mundo. Leite lembra contudo que com a decisão tomada será muito difícil a integração com as redes TDMA e CDMA das Américas, o que ficaria condicionado ao desenvolvimento de equipamentos dual mode (a Siemens já está prometendo trazer um para o Brasil).

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top