Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Unimed de São Roque moderniza data center e reduz 'downtime' para próximo de zero

Postado em: 01/02/2016, às 20:01 por Redação

Apoiada em um modelo de negócio que exige total disponibilidade das informações, tais como dados de gestão hospitalar, prontuários, resultados de exames, dados financeiros e de pacientes, a Unimed de São Roque, localizada no interior de São Paulo, se deparou com a necessidade de reestruturar seu data center. Após a paralisação de um servidor, operadora de saúde decidiu investir na readequação dos servidores e estabelecer máquinas dedicadas à gestão hospitalar, para suprir  necessidades básicas da operação, manter a continuidade dos negócios e a disponibilidade das informações, inclusive dos dados de missão crítica.

A reestruturação do data center, segundo a operadora de saúde, possibilitou uma otimização de todo parque tecnológico. "Por um custo dentro do esperado, conseguimos estabelecer um alto padrão de organização, normatizações, confiabilidade, além de um ambiente de produção e contingência confiável, com configurações corretas, algo que existia antes, mais não com esse grau de confiabilidade", diz o gerente de Tecnologia da Informação da Unimed de São Roque, Juliano Nicola.

Ele explica que a reestruturação ajudou a tornar os serviços oferecidos pela instituição mais eficientes e transparentes, contribuindo significativamente com a consolidação de uma gestão mais ágil e moderna. "Hoje somos reconhecidos pelas Unimeds como tendo uma das melhores estruturas de Data Center e ainda passaremos por atualizações", diz.

A unidade adotou o Linux nos servidores que suportam o sistema de gestão hospitalar Oracle/Tasy. A replicação do ambiente do sistema de gestão hospitalar garante uma infraestrutura segura, segundo a empresa, já que a cada 15 minutos os dados são atualizados e armazenados em ambiente físico diferentes, o que gerou considerável economia de custos e uma gestão de contingência mais do que segura.

Mais performance na aplicação

Régis Pradela, responsável pela área de banco de dados da S2IT, consultoria responsável por todo projeto de reestruturação do data center da Unimed de São Roque, explica que a gestão de projetos envolve desde a análise do ambiente do cliente, as possibilidades de melhorias e a avaliação minuciosa das soluções disponíveis no mercado para resolver os problemas apresentados. No processo de implantação, profissionais de áreas estratégicas são envolvidos para garantir uma execução eficaz, assim como a ampla aderência.

Para Nicola, a reestruturação dos servidores permitiu um melhor aproveitamento do hardware, otimização e mais performance da aplicação, o que reduziu o downtime para próximo de zero. "Ao otimizar a capacidade dos nossos servidores, diminuímos a taxa de manutenção e reduzimos significativamente os custos", observa. "Reduzimos os servidores em cerca de 30%, sem perda de qualidade, pelo contrário, com ganhos mensuráveis."

De acordo com o gerente de TI da Unimed São Roque, o projeto já representou uma mudança completa no layout do data center da instituição. "A proposta era inovadora e o resultado foi uma maior disponibilidade dos serviços para os usuários internos e externos, além de um ambiente tecnológico mais moderno, com tempo de respostas bem mais atrativo, além de redução de custos com manutenção", conclui Nicola.

A Unimed São Roque tem cerca de 500 funcionários e faturamento de aproximadamente R$ 10 milhões mensais, com uma Unidade Hospitalar de 45 leitos.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top