Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Crivo encerra semestre com faturamento de R$ 6,5 milhões

Postado em: 01/09/2008, às 18:08 por Redação

A Crivo, fornecedora brasileira de software de automação para análise e decisão de crédito e risco, encerrou o primeiro semestre com faturamento superior a R$ 6,5 milhões, um crescimento de 135% na comparação com o mesmo período de 2007. O percentual superou em muito o aumento de 14% no volume de crédito concedido pelas instituições financeiras nos primeiros seis meses do ano. A expectativa da empresa é encerrar o ano com faturamento de R$ 15 milhões.

No ano passado, a Crivo registrou um faturamento de R$ 7,2 milhões, pouco mais do que a receita alcançada, desta vez, em um único semestre. A empresa atribui o bom resultado, além de ao desempenho obtido nos seus principais segmentos de atuação – bancos, seguradoras e telecomunicações –, também a negócios fechados com empresas de outros setores, como as atacadistas Aliança e Embrasil, as indústrias Wow! Sufresh e Akzo Nobel, a construtora Tecnisa, o consórcio Embracon, a empresa de comércio eletrônico WebMotors e a administradora de cartões VoxCred.

De acordo com o informe de resultados, o crescimento anual da empresa está diretamente atrelado à expansão do mercado de cartões de crédito, de 16,5% entre 2007 e este ano, ao aumento de 30,16% nas vendas de veículos nos primeiros seis meses, a elevação do crédito imobiliário em 86,7% no mesmo período e ao número de operações de crédito consignado.

O modelo de comercialização também contribui significativamente para a estabilidade e expansão dos negócios da empresa. A Crivo, que trabalha exclusivamente com a venda de software como serviço (SaaS, na sigla em inglês), tem como principais segmentos bancos, que responderam a 48% da receita no semestre, seguradoras, que representam 24% e telecomunicações, com 18%. O restante se divide entre os mercados de varejo, atacado, indústria, imobiliário, consórcio e e-commerce.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top