Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Em um dia, mais de mil pessoas pedem para trocar de operadora

Postado em: 01/09/2008, às 21:40 por Redação

No primeiro dia de vigência da portabilidade numérica, que permite a troca de operadora sem mudança do número do telefone, foram registrados 1.028 pedidos de transferência de aparelho entre operadoras. De acordo com a ABR Telecom, empresa que administra a portabilidade numérica no Brasil, Goiás foi o estado com maior número de pedidos, com 357 solicitações, seguido pelo estado do Mato Grosso do Sul, que registrou 171 solicitações. Em terceiro lugar, em volume de pedidos de registros de portabilidade, vem o Paraná, com 161 solicitações, seguido pelo Espírito Santo com 105 – onde foi registrada a primeira solicitação. São Paulo aparece na quarta posição com 86 pedidos de portabilidade, e Minas Gerais foram registradas 40 solicitações de migração. No Piauí, 23 usuários pediram mudança de operadora nesta segunda-feira.

Segundo previsões Anatel, 11,3 milhões de usuários de telefonia fixa e celular devem pedir para trocar de operadora sem precisar mudar o número do telefone no primeiro ano de vigência da portabilidade numérica – 6,4% do total de consumidores brasileiros.

De acordo com o presidente executivo da ABR Telecom, José Moreira, o primeiro dia de operação da portabilidade transcorreu dentro da normalidade nas oito regiões contempladas na primeira fase de implantação do sistema, com ajustes naturais para um processo dessa magnitude. As prestadoras não forneceram números, mas afirmaram que nenhum problema foi registrado.

Segundo a assessoria de imprensa da Claro, o primeiro dia do novo sistema resultou em um saldo positivo para a empresa e não foi constatada nenhuma dificuldade que impedisse os usuários de levar seu número para a Claro ou o contrário, apenas "pequenos ajustes técnicos naturais no período de implantação". A Claro não está cobrando para disponibilizar o sistema.

A Oi também informa que começou a oferecer a portabilidade hoje "com êxito" a seus clientes. De acordo com a assessoria da operadora, a portabilidade está sendo oferecida sem custo ao consumidor. A Oi diz que investiu R$ 400 milhões para implantar a portabilidade.

A Vivo informa que ainda não tem os primeiros números, mas que o sistema operou normalmente no primeiro dia. O serviço não será cobrado pela operadora.

A GVT também não fez um balanço do primeiro dia, mas diz que está preparada para a estréia da portabilidade numérica, que será oferecida sem custo. O investimento realizado pela operadora foi de R$ 17 milhões.

A TIM informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que está recebendo os pedidos de portabilidade e vai se manifestar oportunamente sobre o andamento da implantação do sistema. A operadora diz que não vai cobrar pelo serviço nos próximos 30 dias.

A Brasil Telecom, que atua em dez estados brasileiros, ainda não decidiu se irá cobrar dos clientes que vierem de outras operadoras para manter o número do telefone.

A portabilidade numérica foi implantada no Brasil nesta segunda-feira, 1º, permitindo que mais de 17 milhões de usuários de telefonia fixa e móvel que vivem nas regiões com DDD 14 (SP), 17 (SP), 27(ES), 37(MG), 43 (PR), 62 (GO), 86 (PI) e 67 (MS) já possam mudar de operadora de serviços de telecomunicações e manter o mesmo número de telefone. O sistema será implantado gradativamente e, até março de 2009, a portabilidade será possível para os mais de 175 milhões de usuários de telefones fixos e móveis em todo o Brasil.

O processo de portabilidade se inicia com a solicitação do usuário de serviços de telecomunicações à operadora para a qual deseja migrar. A operadora, por sua vez, remete a solicitação à ABR Telecom que irá acionar a empresa de onde o usuário deseja sair, a fim de atualizar a Base de Dados Nacional de Referência (BDR) e a Base de Dados Operacional (BDO) das operadoras. O processo se concluirá em até cinco dias úteis, na primeira fase de implantação e, depois, em até três dias úteis, segundo a empresa. Após solicitada a portabilidade, o usuário ainda terá dois dias úteis de prazo para requerer o cancelamento do processo, se desejar.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top