Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Cobra monta centro de software livre

Postado em: 01/11/2005, às 14:57 por Redação

A Cobra Tecnologia, empresa de tecnologia da informação do Banco do Brasil, acaba de implantar um centro de competência em plataformas abertas que deverá movimentar cerca de 5% de suas receitas ainda em 2005, totalizando R$ 45 milhões. Para o exercício de 2006, o plano de negócios do centro prevê o lançamento de pelo menos 20 aplicativos de uso corporativo, com vistas a um volume de negócios da ordem de R$ 90 milhões ao ano.

Criado a partir da capacitação das equipes técnicas da Cobra e com a contratação de uma pequena equipe de especializada em Linux, o novo centro de competência exerce uma ação vertical no organograma da estatal, mobilizando todo o corpo técnico de desenvolvimento e suporte.

Pelo cronograma da unidade, já nos próximos dois meses, a Cobra deverá criar a sua fábrica de software, constituído por células de desenvolvimento. Ainda em 2005, a empresa lança um portfólio de pacotes de interesse para os segmentos de automação bancária, governo, educação e engenharia de software.

De acordo com Leandro Vergara, presidente da Cobra Tecnologia, o principal objetivo dessa estrutura é internalizar as novas metodologias de absorção e produção coletiva de conhecimentos, tal como tem acontecido com as grandes multinacionais do setor de TI. ?Dominar o ciclo de desenvolvimento e aplicação na área de software livre se tornou uma necessidade estratégica de toda a indústria de TI?, afirma o executivo.

O Centro de Software Livre da Cobra está atuando em três níveis. Do ponto de vista da organização interna, sua ação tem sido no sentido de estabelecer e gerenciar células de produção, utilizando o paradigma das comunidades de software livre. Já no relacionamento com os parceiros, o centro vem negociando participação mais ativa no desenvolvimento das soluções comercializadas pela Cobra, de modo a absorver conhecimentos que antes vinham apenas embutidos nos produtos incorporados pela empresa nessas soluções. Em termos de portfólio, a estatal já está em adiantado processo para o lançamento de uma suíte de ATM (para máquinas de auto-atendimento bancário) e outra de controle e documentação do ciclo de desenvolvimento de software.

Ainda segundo Vergara, um dos principais produtos da Cobra com base em software livre será um sistema ?clustering?, software empregado para coordenar grupos de computador de pequeno porte (PCs) como se fosse uma única máquina, equivalendo a um mainframe. ?Esse tipo de solução de grid computing pode ser uma alternativa altamente interessante para reduzir a dependência do governo e grandes corporações em relação aos poucos fabricantes mundiais de mainframe. Estamos certos de que o modelo de software livre se adapta perfeitamente a essas aplicações por permitir a total transferência de domínio tecnológico para o usuário final?, assinala o presidente da Cobra.

Pacote de Escritório

Além dos sistemas corporativos, o Centro de Software Livre da Cobra está prestes a lançar um novo pacote de aplicações para escritórios, destinado a equipar o ?PC Cidadão?, que atende ao programa de PC Popular do Governo.
Até recentemente, a empresa vinha trabalhando exclusivamente com a plataforma Freedows para essa aplicação. O Freedows é uma solução free-office criada pelo Freedows Consortium, do qual a Cobra faz parte, e vem sendo considerado pelo mercado com um dos produtos mais maduros para esse tipo de aplicação.

A Cobra Tecnologia, no entanto, resolveu partir para mais uma opção por avaliar que o Freedows Consortium ainda mantém certos direitos de propriedade que são típicos da indústria convencional de software. ?Ainda assim fechamos um acordo com o consórcio para equipar nossos primeiros lotes de PC Popular, abrindo mão desses direitos como forma de obter o máximo retorno sobre os nossos investimentos no Freedows?, assinala Vergara. De acordo com o executivo, o lançamento do PC Popular da Cobra deve ocorrer num prazo de dois meses.

Como parte da iniciativa em direção ao software livre, a Cobra integra o grupo que lidera a organização da Otun?Open Technologies Users Networks (ou rede de usuários de tecnologias abertas), entidade mundial com sede no Brasil que reúne profissionais e empresas interessadas em tecnologias abertas.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top