Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Agências digitais paulistas vão faturar R$ 405 milhões neste ano

Postado em: 01/12/2009, às 16:46 por Claudiney Santos

As agências digitais paulistas devem fechar o ano com faturamento de R$ 405 milhões, contra R$ 305 milhões registrados em 2008. A projeção foi feita pelo presidente da Associação Paulista das Agências Digitais (Apadi), Cláudio Coelho, em coletiva de imprensa nesta terça-feira, 1º, quando divulgou o "Documento de Concorrência e Avaliação". Trata-se de uma espécie de manual que pretende orientar o mercado sobre as boas práticas na contratação de serviços digitais.
Os dados abrangem informações de 830 agências digitais do estado de São Paulo, universo que significava 36% das 2.275 empresas em todo o Brasil, que foram pesquisadas pela entidade nacional, a Abradi. A região Sudeste, segundo o levantamento, concentra 63% das agências do país.
Os números relativos ao estado de São Paulo mostram ainda que 6 mil profissionais trabalham no setor, cuja principal fonte de receita neste ano (40%) foi proveniente de trabalhos de criação de sites e hot sites, seguidos por peças de programação, redes sociais e campanha on-line e também por searching, mídia e mobile marketing.
Manual de orientação
O manual de "Concorrência e Avaliação", cuja integra estará disponível nesta quarta-feira, 2, no site www.concorrenciadigital.com.br, foi baseado na metodologia Moebius de planejamento web, e detalha os dez principais pontos que devem ser considerados durante o processo de avaliação numa concorrência de contratação de serviços digitais.
Segundo Coelho, ele também pretende ajudar na aculturação dos profissionais envolvidos com a contratação de serviços digitais, na padronização da concorrência e na compreensão da terminologia, para que as mesmas sejam entendidas por todos. Existe, inclusive, um glossário com a terminologia do setor.
Além disso, ele propõe uma metodologia para comparação de formação de preços, pois, de acordo com Coelho, "é muito importante que, além da proposta comercial, sejam levados em consideração a estratégia e as qualificações da empresa que está oferecendo o serviço".

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top