Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Abinee critica incentivo fiscal a produtos da linha branca por não contemplar eletrônicos

Postado em: 01/12/2011, às 18:21 por Redação

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou nesta quinta-feira, 1º, a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para produtos da linha branca – fogões, geladeiras e máquinas de lavar, entre outros – e do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF). A desoneração tem como objetivo manter a economia aquecida e, ao mesmo tempo, minimizar os efeitos da crise econômica europeia e norte-americana. Ao todo, a medida deve gerar US$ 1 bilhão à economia brasileira.

A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) criticou o anúncio, que deixou os produtos eletrônicos de fora. O presidente da Abinee, Humberto Barbato, ressaltou que as indústrias de bens de capital e de infraestrutura vêm sofrendo com a concorrência de competidores asiáticos, em especial a China, e cobrou um incentivo do governo brasileiro. "Com a forte competição dos importados e o real valorizado, as empresas instaladas no país têm perdido espaço para os produtos estrangeiros, por isso esperávamos que o governo fosse mais ágil no anuncio de medidas que compensassem esta situação”, disse.

Barbato se disse pessimista em relação ao corte da Selic na última semana, reduzida em 0,5 ponto percentual. Embora o objetivo do Comitê de Política Monetária (Copom) seja estimular o consumo interno e conter o impacto da crise, para Barbato, os Ministérios da Fazenda e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior deviam traçar soluções visando indústrias específicas e "tomar providências em relação à enxurrada de produtos importados" no mercado nacional.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top