Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Margem de lucro da Dell mantém queda no 4º trimestre fiscal

Postado em: 02/03/2007, às 16:17 por Redação

A fabricante de computadores Dell registrou receita de US$ 14,4 bilhões no quarto trimestre fiscal de 2007, encerrado em 2 de fevereiro. O lucro líquido foi de US$ 673 milhões, o que representou um ganho por ação de US$ 0,30. Mas, apesar de o lucro por ação ter sido acima da previsão dos analistas de mercado, a receita ficou abaixo das estimativas.

A Dell avalia que o crescimento e as margens de lucro ficarão sob pressão nos próximos trimestres, devido aos gastos que vem realizando para revigorar as suas operações após Michael Dell ter reassumido o cargo de presidente-executivo, em substituição a Kevin Rollins. A margem de lucro operacional caiu para 5,5% no período, em relação aos 5,7% do trimestre anterior.

O resultado foi anunciado pela empresa como preliminar, já que está em meio a uma revisão na sua contabilidade, e pode ter de anunciar os números novamente, incluindo o período do ano anterior. A Dell vem sendo alvo de investigações federais, após um grupo de investidores ter iniciado no mês passado um processo contra a companhia, sob a acusação de manipulação contábil. Os acionistas responsabilizam a empresa de ter inflado os lucros durante o período em que manteve uma parceria com a fabricante de chips Intel. Na ação, eles alegam que a Dell não teria contabilizado US$ 1 bilhão por ano pagos pela Intel para que não usasse outras marcas de microprocessadores.

No ano passado, a Dell perdeu a primeira posição no mercado de PCs para a HP, que se beneficiou da venda de mais computadores notebooks e impressoras aos consumidores. Com isso, as ações da empresa caíram 22% nos últimos 12 meses, enquanto as da HP ganharam 16% cento.

De acordo com relatório do balanço, diversos itens impactaram no lucro operacional e nos ganhos por ação. Diante disso, a direção informou que a empresa não estará pagando o valor cheio de bônus acumulado dos empregados, por não terem conseguido atingir as metas esperadas para o ano fiscal de 2007. A redução da provisão de bônus, conforme estima a Dell, deverá impactar positivamente no lucro operacional e na distribuição dos ganhos, em cerca de US$ 184 milhões, ou um lucro de US$ 0,06 por ação.

?Estamos desapontados com os resultados da empresa, mas o que importa é nosso futuro plano de ação. Estamos nos movendo sistematicamente para aumentar eficiências, aprimorar execução e transformar a empresa?, disse Michael Dell. ?Nosso modelo de negócio ficará mais alinhado com as necessidades de nossos clientes, que irão aprimorar sua experiência e gerar crescimento e rentabilidade a longo prazo.?

Ele disse que a empresa está se movendo rapidamente para fortalecer a equipe de gerência, unificar unidades de negócios e eliminar redundâncias ao reorganizar recursos para gerar maior valor para os clientes. Dell também informou que está andando para encurtar os ciclos de desenvolvimento de produtos, tomar decisões mais próximas do cliente e desenvolver novas abordagens de manufatura e distribuição para atingir melhor e servir os clientes nos mercados de rápido crescimento e emergentes.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top