Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Vivo compra Telemig e Amazônia Celular por R$ 1,2 bi

Postado em: 02/08/2007, às 20:54 por Redação

A Vivo confirmou nesta quinta-feira (2/8) a compra do controle da Telemig e da Amazônia Celular por R$ 1,2 bilhão. Conforme os termos do acordo firmado, a Vivo vai comprar a participação que a Telpart possui no capital total da Telemig (22,72%) e da Tele Norte Celular Participações (19,34%). Adicionalmente, a Vivo adquirirá da Telpart direitos de subscrição de ações por R$ 87 milhões.

O valor total da transação, porém, pode subir para R$ 2,9 bilhões, quando a Vivo realizar as ofertas públicas de aquisição das ações ordinárias em poder dos acionistas minoritários da Telemig e da Amazônia Celular. De acordo com o fato relevante enviado pela Vivo à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa está disposta a pagar 80% do preço oferecido aos controladores para quem possuir ações ordinárias.

A Vivo informou também que pretende fazer uma oferta voluntária para aquisição de até um terço das ações preferenciais em circulação da Telemig Participações, Tele Norte Participações, Telemig Celular e Amazônia Celular. Nesse caso, a ela se dispõe a pagar um prêmio de 25% sobre a média ponderada dos últimos 30 pregões até 01 de agosto.

Com a aquisição, além de entrar Minas Gerais, estado coberto pela Telemig ? o único do Sudeste no qual a companhia ainda não possuía operações próprias ?, e nos estados do Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará e Roraima, onde atua a Amazônia Celular, a Vivo adiciona 4,8 milhões de pessoas à sua base de clientes, que passa a ser de 35 milhões de assinantes.

Segundo o comunicado enviado à CVM, a conclusão da transação está sujeita à aprovação pela Anatel, Cade e pelos acionistas da Vivo e da Telpart. Com o negócio aprovado, a Vivo passará a deter uma participação de 58,2% no capital da Telemig Celular e de 54,6%, no da Amazônia Celular.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top