Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Parque atrai R$ 500 milhões de investimentos e centro de inovação em saúde

Postado em: 03/01/2012, às 15:13 por Redação

O Parque Eco Tecnológico Damha (PETD), sediado em São Carlos, em São Paulo, deve receber investimentos da ordem de R$ 500 milhões a partir deste ano. As obras de infraestrutura foram concluídas no final de 2011 e o empreendimento deve abrigar – em sua primeira fase de implantação – cerca de 90 empresas divididas em dois condomínios.
José Octávio Armani Paschoal, presidente do Instituto Inova (entidade gestora do PETD), explicou que as primeiras empresas a se instalarem no Parque (MIB, DBA Online, Razek, Getesi, Bio-Art e Systherm) irão ocupar uma área de aproximadamente 30 mil m2, o que corresponde a 23% da área total do primeiro condomínio. "A expectativa é que essas empresas iniciem a construção de suas edificações ainda em janeiro. Concluída esta etapa, o Parque entra em operação", informou Paschoal.
Além da instalação das empresas, Paschoal confirmou o início das obras de duas entidades que irão funcionar no complexo: a sede do Instituto, que irá abrigar incubadoras e núcleos de inovação, e o Centro de Inovação, Ciência e Tecnologia na Área da Saúde (Citesc), cujo edital de licitação foi publicado no final de 2011.
Idealizado em 2005, o Citesc será uma espécie de porta de entrada para que pesquisas na área da saúde realizadas dentro das universidades se transformem em produtos prontos para o mercado. Embora seja resultado de uma Parceria Público-Privada (PPP), o PETD tem na iniciativa privada sua principal financiadora. Além dos R$ 500 milhões que deverão ser injetados pelas empresas durante a fase de instalação, o empreendimento conta com um investimento de R$ 20 milhões em infraestrutura feito pelo Grupo Encalso-Damha, proprietário do Parque. O grupo também irá investir outros R$ 2 milhões na área administrativa do complexo.
Em relação aos recursos públicos, o Parque Eco Tecnológico Damha conta com R$ 1 milhão do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para aquisição de equipamentos para a sede do Instituto Inova; quase R$ 4,7 milhões da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) para a primeira etapa das obras e aquisição de equipamentos do Citesc, além de uma negociação de R$ 7,8 milhões sendo feita entre o Instituto Inova e o Poder Público na esfera de C&T.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top