Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ciência e tecnologia podem ser instrumentos de inclusão social, dizem especialistas

Postado em: 03/10/2007, às 21:30 por Redação

A ciência e a tecnologia podem ser instrumentos de inclusão social. Essa é a visão dos representantes do Ministério de Ciência e Tecnologia que participaram de audiência pública realizada nesta quarta-feira (3/10) pela Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado. O encontro teve a finalidade de informar sobre a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que se realiza até o próximo dia 7, em todo o Brasil.

O secretário de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do ministério, Joe Carlo Viana Valle, afirmou que a aplicação da ciência, da tecnologia e das inovações têm como conseqüência a inclusão social. Como exemplo, ele disse que o setor de agroenergia pode ser instrumento de inclusão socioambiental, ao contribuir para o desenvolvimento econômico do país, bem como aumentar a oferta de emprego. Ele ressaltou, no entanto, que a produção de biocombustíveis deve levar em conta a preservação da Amazônia e a fiscalização, para não permitir a utilização de trabalho escravo.

O subsecretário de Coordenação das Unidades de Pesquisa do MCT, Luiz Fernando Schettino, pediu apoio aos senadores para aprovar o projeto de lei que cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Ele informou que a proposta já foi aprovada pela Câmara dos Deputados e está aguardando a designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Schettino ressaltou que o ministério está recuperando laboratórios e institutos em vários estados brasileiros. A intenção, disse ele, é desenvolver atividades qualificadas e treinar profissionais para atuar na área de ciência e tecnologia.

Desde os anos 80, disse o diretor-geral da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa do Ministério de Ciência e Tecnologia, Nelson Simões da Silva, não há aproveitamento do potencial da internet para integrar os cientistas brasileiros. Nesse sentido, explicou, o ministério está implantando redes que interconectam pesquisadores de todo o Brasil e da América Latina com escolas e universidades.

Simões lembrou que a ciência não é ato isolado de um pesquisador, mas um trabalho que exige colaboração. Ele afirmou que, cada vez mais, os pesquisadores trocam dados de forma muito similar à proximidade real, o que ele denominou de e-ciência.

Durante o debate, o senador Renato Casagrande (PSB-ES) disse que a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia cumpre o papel de popularizar a ciência e tecnologia. O senador salientou que é necessário haver mudança de comportamento das pessoas para reverter o nível de agressão ao planeta e não apenas realizar investimentos científicos e tecnológicos.

Com informações da Agência Senado.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top