Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Alibaba descarta recomprar ações do Yahoo ou adquirir a participação no Yahoo Japão

Postado em: 03/12/2015, às 11:15 por Redação

Apesar de o Conselho de Administração do Yahoo estar estudando a melhor maneira de vender suas participações na empresa de internet no Japão e no gigante chinês do comércio eletrônico Alibaba Group Holding, a companhia não deve encontrar facilmente um comprador para esses ativos no mercado.

Exceto por alguns fundos de investimento, que possam estar olhando os números e as operações para uma possível oferta, os negócios não devem despertar grande interesse no mercado, de acordo com analistas. É pouco provável que o próprio Alibaba se interesse por readquirir a fatia que o Yahoo detém no grupo chinês, segundo uma pessoa próxima do Alibaba disse ao The Wall Street Journal.

O conselho do Yahoo está realizando uma série de reuniões nesta semana para analisar a venda — ou como aproveitar ao máximo a posição na empresa — da participação de 15% que detém no Alibaba, atualmente avaliada em mais de US$ 30 bilhões. O Yahoo também está discutindo o que fazer com sua participação de 35% no Yahoo Japão, que agora vale cerca de US$ 8,5 bilhões.

A fonte ouvida pelo jornal americano disse que o ponto de vista da empresa chinesa é que a compra da participação do Yahoo Japão é pouco atraente. Quanto a recompra da das ações que o Yahoo tem do Alibaba, a companhia somente se interessaria se elas forem oferecidas com um grande desconto, o que também é pouco provável.

E mesmo que o Yahoo prossiga com o plano de cisão (spinoff) da participação no Alibaba, apesar de o negócio não despertar tanto interesse no mercado e com o parecer contrário do Internal Revenue Service (IRS) — a Receita Federal dos EUA — para que a transação seja livre do pagamento de impostos, o grupo chinês seria dissuadido do negócio devido ao risco fiscal significativo, disse a fonte.

Tags: , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top