Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Empresas investem 5,3% do faturamento em TI

Postado em: 04/04/2006, às 19:57 por Claudiney Santos

Os gastos e investimentos com informática das grandes e médias empresas nacionais em foi em média 5,3% do faturamento líquido em 2005. O custo total de propriedade (TCO) ficou em torno de US$ 9.200,00 ao ano. Essas informações fazem parte da 17ª edição da Pesquisa Administração de Recursos de Informática da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV – Fundação Getúlio Vargas, divulgadas nessa terça-feira, 4/4, em São Paulo.

A pesquisa, coordenada pelo prof. Fernando S. Meirelles, foi aplicada em 1.630 empresas, 60% dos quais fazem parte das 500 Maiores do país, e traça um perfil da base instalada, em 24 categorias de hardware e software.

Ela mostra que em 2005 a estimativa é que foram vendidos cerca 6,2 milhões de micros, uma evolução de 24% anual. Com esse crescimento, a base instalada no biênio 2005/2006 chegará a 30 milhões de unidades, o que eleva a proporção de 1,1 micros por funcionários nas empresas. A previsão é quem 2007/2009 tenhamos cerca de 50 milhões de PCs em uso no Brasil.

Por processador, a base instalada hoje conta com 62% de Pentium 4; 20% Pentium 3; 12% de Pentium 2. A amostra revela que ainda existem em funcionamento 4% de Pentium 1; 0,1% de 486/XT e 2% de outros.

O maior segmento que hoje investe em TI é o de serviços, na proporção de 7,6% do faturamento líquido; seguido pela indústria com 3,4% e 2,4% pelo comércio. Dentro de Serviços, os bancos são os que, mais investem: 11,1% do patrimônio líquido; no de Indústria, o segmento de Química e Petroquímica é o maior com 3,2%; em Comércio, o Varejo (lojas, drogarias, supermercados, etc.) investe 2,2%.

Software

Na arena do software de gestão empresarial (ERP) em 2005/2006 a porcentagem da SAP é de 23% de market share; seguida pela Microsiga com 17%; Oracle com 16%; Datasul com 15%; SSA com 8%; RM com 7%; e 14% outros.

Em software de BI ? Business Intelligence a liderança está pulverizado com inúmeros fornecedores na proporção de 29%; em seguida vem a Cognos, com 10%; depois a Business Object, 9%; Lightship com 8%; Hyperion com 5%. Dentro dessa categoria existem os chamados softwares integrados de EIS, como SAP, Siga e outros que ocupam um mercado de 39% do total.

Star Office

Entre outros segmentos a pesquisa mostra que o software StarOffice tem 6% de seu uso como planilha eletrônica, contra 92% do Excel. Como processador de texto, ele detém também 6% contra 92% do Word. Em software gráfico ele conta com 4% de market share contra 94% do PowerPoint. Como pacote integrado o MS Office tem 93% contra 6% do Star Office/Open.

Banco de dados

Em banco de dados no servidor, os números mostram que a Oracle detém 32% de share, seguida pelo SQL com 26%; Acess 7%; Progress 7%; DB2 6%; Xbase 6%; outros 16%.
Na versão cliente, o Acess lidera com 42%; em segundo lugar a Oracle e o SQL dividem a posição com 19% cada; XBase 7%; Progress 4% e outros 9%.

O resumo da Pesquisa está no site: www.fgvsp.br/cia/pesquisa (pdf)

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top