Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ministério da Justiça vai investir R$ 6,5 mi na segurança do Infoseg

Postado em: 04/09/2008, às 21:16 por Redação

O Ministério da Justiça vai investir R$ 6,5 milhões para reforçar a segurança física e lógica do sistema Infoseg, rede nacional que interliga, via internet, os órgãos de segurança pública, Justiça e de fiscalização em todo o país, por meio da qual é possível acessar dados de pessoas com inquéritos, processos, mandados de prisão, além de dados de veículos, condutores e armas.

Os investimentos se concentrarão na proteção contra ataques externos e no desenvolvimento do novo módulo de administração de usuários, com recursos mais avançados de segurança de autenticação e auditoria das atividades dos usuários. A certificação digital será utilizada na camada superior da aplicação de autenticação dos usuários, permitindo login único nos sistemas disponíveis pela rede.

Segundo o coordenador do Infoseg, Reinaldo Las Cazas, a certificação digital é uma inovação disponível para prover maior segurança aos coordenadores da rede nos órgãos participantes. "Nesta primeira etapa, serão distribuídos os certificados dos coordenadores administrativos e gestores máximos nos órgãos conveniados. Em seguida, será a vez dos coordenadores master e operacionais". Ele acrescentou que serão fornecidos ainda cartões inteligentes com biometria aos coordenadores administrativos e master. "Os recursos garantirão a impossibilidade do empréstimo ou repasse das senhas de cadastradores a terceiros, garantindo ao sistema Infoseg maior eficiência nas ações de auditoria", destacou.

A segunda etapa, de acordo com Las Cazas, está prevista para o fim do primeiro semestre de 2009, com a expansão da certificação a todos os usuários e a ampliação também do uso de biometria aos cadastradores. "As etapas já fazem parte do planejamento da rede Infoseg de atualização do módulo de administração de usuários desde sua concepção em maio de 2008".

Las Cazas informou ainda que do período de abril a agosto deste ano foram canceladas 5.554 senhas. Isso porque um dos crimes cometidos com uso indevido do acesso às informações da rede foi a divulgação de informações funcionais. "Após a detecção das fraudes, foram adotadas medidas corretivas e investigativas e foi acentuado o desenvolvimento dos serviços de certificação digital, já que é um processo comum em sistemas de autenticação de serviços de alto nível de segurança", explicou.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top