Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

França volta atrás e decide apoiar OpenOffice XML da Microsoft

Postado em: 04/10/2007, às 21:45 por Erivelto Tadeu

A Associação Francesa de Normatização (Afnor) deu sinais claros nesta semana de que pretende ajudar a Microsoft a obter o reconhecimento da Organização Internacional de Padronização (ISO) ao OpenOffice XML (OOXML), cuja decisão final ocorrerá em fevereiro do ano que vem. A entidade vai propor que se busque uma convergência entre o OpenDocument Format (ODF) e o OOXML.

A proposta fez parte das deliberações da reunião de sua comissão de normatização, ocorrida em agosto, e foi anunciada agora para demostrar que a Afnor não fechou as portas para que o padrão da empresa seja reconhecido. A maioria dos participantes da comissão defendeu a necessidade de haver um formato OOXML de qualidade reconhecido pela ISO. Os especialistas franceses que estudam a padronização do formato de leitura de documentos concluíram que, em um contexto no qual existem múltiplas especificações de formatos de documentos, uma convergência entre o OOXML e o formato ODF seria benéfica, para que seja criada uma norma única para um formato de documento aberto.

Apesar de seus membros não terem chegado ao um consenso sobre qual é a melhor solução ? no curto e médio prazo ?, a Afnor estabeleceu como proposta a ISO a reestruturação em duas partes do padrão ECMA (European Computer Manufacturers Association), delimitando, de um lado, um núcleo de funcionalidades essenciais e simples a serem implementadas (OOXML-core), e de outro lado, todas as funcionalidades necessárias à compatibilidade com o conjunto de arquivos de documentos existentes nas máquinas de numerosos usuários, que serão reagrupados e denominados OOXML-Extensions.

A entidade francesa decidiu também levar em conta uma série de comentários técnicos emitidos sobre o OOXML. A proposta da Afnor é que seja conferido ao padrão da Microsoft o status de ISO/TS (technical specification) válido por três anos. Nesse período, a associação propõe que seja colocada em prática o processo de convergência entre o padrão ISO/IEC 26300, que descreve o formato OpenDocument, e o OOXML-core, prevendo desde já a revisão simultânea de ambos.

A afnor faz a ressalva, porém, que o OOXML seja adotado somente após a reestruturação sugerida pelo comitê técnico JTC1 da ISO. Ao final do processo de convergência seria criada uma norma única que fosse a mais universal possível, e cujas evoluções deverão ser analisadas pela ISO e não mais por grupos ou categorias de especialistas.

Para permitir o estabelecimento desse processo de convergência, a Afnor decidiu momentaneamente não aceitar o texto proposto pela ECMA, com base no qual ela votou contra o padrão da Microsoft, no início de setembro. Mas como o voto gerou inúmeros comentários, a entidade solicitou que ele fosse reconsiderado para que ela possa reavaliar sua posição.

Com informações da Agência Francesa de Desenvolvimento Internacional (UbiFrance).

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top