Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Oracle já se prepara para batalha legal contra UE

Postado em: 04/11/2009, às 15:30 por Redação

A Oracle já dá como certo que a Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia, fará uma objeção formal à aquisição da Sun Microsystems, por US$ 7,4 bilhões, e agora se prepara para travar uma longa disputa legal contra as autoridades da concorrência na Europa.
A fabricante de software americana se recusou a fazer concessões aos órgãos reguladores europeus para satisfazer as preocupações sobre o negócio, segundo informou uma pessoa próxima ao processo ao jornal Financial Times. Isso deixou o órgão de Bruxelas perto de emitir uma declaração oficial com as objeções, o primeiro passo para bloquear o negócio, segundo a mesma fonte.
O parecer deve sair nos próximos dias, mas ainda há chance de que um lado ou outro ainda ceda, segundo observadores do mercado. Alguns desses observadores sugerem que a Oracle tem pouco a perder por esperar para ver quais são as alegações da Comissão Europeia. Mas a maioria observa que ainda há tempo para ela fazer concessões ou, do contrário, terá de se preparar para travar uma dura batalha legal, que, inevitavelmente, vai prolongar ainda mais a conclusão do negócio.
A Comissão Europeia já bloqueou no passado uma fusão americana, quando interveio na proposta de compra da Honeywell pela General Electric, em 2001, causando uma fila de espera transatlântica. Desde então, os órgãos reguladores em Washington e Bruxelas tentam coordenar seus trabalhos mais de perto para evitar tais discordâncias.
A Comissão Europeia raramente bloqueia negócios completamente. Entre 1994 e 2003, o órgão bloqueou 21 fusões dentre as 2.157 notificadas – uma taxa média de 1% ao ano. Entre 2004 e 2008, apenas dois dos 1.665 negócios notificados foram barrados. Bruxelas barrou apenas duas propostas de fusão, desde 2004, ambas envolvendo empresas européias.
A aquisição da Sun já foi autorizada pelo Departamento de Justiça os Estados Unidos, apesar da maior atenção da agência, sob a administração de Obama, para questões antitruste, em especial no setor de tecnologia.
O primeiro sinal de preocupação da Comissão Europeia em relação a aquisição da Sun ocorreu há dois meses, o que impediu a Oracle de concluir o negócio. Desde então, a Sun anunciou que vai demitir 3 mil empregados, atribuindo isso ao atraso na decisão, em Bruxelas.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top