Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Governo vai adquirir 4,5 mil pluviômetros e estuda parceria com teles, diz ministro

Postado em: 05/01/2012, às 21:03 por Redação

As operadoras de telefonia poderão participar do sistema de alerta de desastres naturais com a instalação de pluviômetros automáticos nas torres de comunicação. Segundo o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, que participou nesta quinta-feira, 5, do programa Bom Dia, Ministro, uma reunião com as empresas já está marcada para o início da próxima semana. Ele antecipou, ainda, que o governo irá comprar 4,5 mil pluviômetros, sendo 1,5 mil automáticos.

“Esse pluviômetro, que é automatizado, precisa de fibra ótica e energia para receber a informação, imediatamente, no centro de monitoramento. Aí, você pode dar um alerta muito preciso e muito localizado para aquela comunidade. E como elas [as torres de comunicações] estão em morros estratégicos, nos grandes centros urbanos, nós poderíamos, rapidamente, melhorar muito a nossa rede de pluviômetros e a nossa capacidade de análise.”

Aloizio Mercadante falou também sobre a importância do envolvimento da sociedade na prevenção de desastres naturais e lembrou que graças à sistemática de alerta adotada pelo governo o número de vítimas diminuiu significativamente neste verão.

Bolsas de estudo

Durante o programa, Mercadante também fez um balanço do programa Ciência sem Fronteiras, lançado pela presidente Dilma Rousseff com o objetivo de oferecer 75 mil bolsas de estudo no exterior. Nos últimos dois dias, segundo o ministro, o portal do programa registrou mais de 7 milhões de acessos e os primeiros 1,5 mil bolsistas seguiram para universidades nos Estados Unidos. Em 2012, a meta é conceder cerca de 15 mil novas bolsas, completou
.
“O Ciência sem Fronteiras é um sucesso espetacular. Nos Estados Unidos, nós estamos negociando 18 mil bolsas para esses próximos três anos. Na França, 10 mil bolsas, na Inglaterra, 10,2 mil, na Alemanha, 10 mil, na Itália, 6 mil. E, agora, esse novo edital que nós estamos fazendo, que tem 12 mil inscritos, são para estes países: Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha e Itália.”

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top