Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ações da Portugal Telecom têm valorização de 31% em um ano

Postado em: 05/02/2007, às 23:05 por Redação

As ações da Portugal Telecom já subiram 31,7% desde que sua rival Sonaecom fez uma oferta pública de aquisição, há um ano, mantendo-se insistentemente acima dos 10 euros e superando a oferta da empresa do grupo Sonae.

Em 6 de fevereiro do ano passado, antes de a Sonaecom anunciar ao mercado a intenção de comprar a Portugal Telecom, as ações da operadora abriram o pregão a 9,5 euros e encerraram nos 7,79 euros a ação. No dia seguinte, os papéis fecharam a 9,22 euros e passaram a ser negociados sistematicamente acima do valor da oferta desde 13 de março do ano passado.

No pregão desta segunda-feira (5/2), as ações da Portugal Telecom encerraram a 10,26 euros, 8% acima dos 9,5 euros oferecidos pela Sonaecom.

Apesar de reafirmar que não pode, nem pretende, rever o preço da oferta para cima, e de garantir que a contrapartida oferecida é justa e avalia corretamente o valor da Portugal Telecom, a Sonaecom parece ter dificuldade em convencer os acionistas da empresa da bondade da sua proposta.

Apesar de a Sonaecom apresentar como principal argumento o de que oferece um valor em dinheiro, o fato de a cotação da Portugal Telecom se manter acima dos 9,5 euros parece demonstrar que os acionistas têm pouco interesse em vender pelo valor da oferta ou se deixarem seduzir pelo plano de remuneração proposto pela atual administração da empresa.

Neste momento, a oferta encontra-se em pleno período de subscrição, sendo que a Sonaecom tem até 26 deste mês para apresentar uma contrapartida. No dia 2 de março, os acionistas da Portugal Telecom vão se reunir em assembléia geral para decidir se alteram os estatutos da empresa, permitindo à Sonaecom exercer mais de 10% dos direitos de voto da Portugal Telecom (na eventualidade de ganhar na oferta).

O desfecho da reunião de acionistas ? em data em que a Sonaecom já deverá ter apresentado as condições definitivas da oferta ? poderá refletir no resultado da operação, uma vez que a proposta de desblindagem dos estatutos se limita unicamente à oferta da Sonaecom.

Desde o anúncio da operação, as ações da empresa do grupo Sonae já subiram cerca de 68%. Na segunda-feira após o anúncio, encerraram nos 5,93 euros, e no dia 6 de fevereiro de 2006 fecharam em 3,53 euros.

Com informações da Agência Lusa.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top