Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Intel aposta em novas tecnologias para retomada nas vendas de chip para PCs

Postado em: 05/11/2014, às 09:31 por Redação

Embora não tenha conseguido manter neste ano o mesmo ritmo de remessas de microprocessadores registrado em 2013, a Intel avalia o crescimento nas vendas de chip para PCs como surpreendente, o que, para a empresa, sinaliza uma grande mudança nesse mercado em 2015.

A avaliação foi feita pelo vice-presidente sênior da Intel, Kirk Skaugen, responsável pela divisão de chips para PCs, durante um evento na California promovido por seu braço de capital de risco, a Intel Capital, no qual descreveu sobre o progresso obtido em três tecnologias-chave da empresa: uma que elimina fios externos, outra que torna as senhas de acesso obsoletas e uma que possibilita a criação de novos tipos de interface do usuário.

O executivo mostrou como, por exemplo, uma nova tecnologia baseada em rádio torna o uso de laptops sobre a mesa bastante prático, a partir de uma tela de desktop espelhada, sem a necessidade de qualquer dispositivo para fazer a conexão entre eles. Além disso, ele apresentou outra tecnologia que permite eliminar as grandes e pesadas fontes de alimentação de energia de laptops que usam processador Intel por meio de um pequeno dispositivo preso à parte de baixo da mesa. De acordo com Skaugen, esta fonte poderá carregar vários PCs ao mesmo tempo.

Para desbloquear e acessar um PC sem a necessidade de lembrar uma palavra ou senha, a Intel desenvolveu o conceito chamado de YAP — acrônimo para "você é a sua senha". Isso significa o uso de dispositivo de reconhecimento de voz, impressão digital ou da face do usuário que, segundo Skaugen, deve começar a equipar os novos PCs no próximo ano. A capacidade de reconhecimento facial tem como objetivo oferecer novos modos de comandar um PC.

Outra novidade que deve chegar ao mercado é a tecnologia de câmera digital que gera modelos tridimensionais (3D) e passará a ser utilizada nos novos PCs no ano que vem, disse Skaugen ao The Wall Street Journal. Ele mostrou como essas câmeras podem ajudar, por exemplo, a controlar as expressões faciais do usuário e mapeá-las para construir um avatar animado. Na avaliação do executivo, tais câmeras 3D, bem como as demais tecnologias, deverão impulsionar as vendas de PCs e, por tabela, de microprocessadores em 2015.

Depois de ter ficado praticamente fora do mercado de chip para dispositivos móveis, a Intel registrou quatro trimestres seguidos de crescimento nas vendas de processadores para PCs. No terceiro trimestre, por exemplo, os embarques de chips para notebooks cresceram 21%. Mesmo assim, a empresa tem tido dificuldade de sustentar seu negócio com base na chamada Lei de Moore, segundo a qual a velocidade dos microprocessadores dobra a cada 18 meses. Muitos especialistas sustentam que esse modelo de negócio, que fez a fortuna da empresa nos últimos 40 anos, está esgotado.

A Intel também teve dificuldade para produzir a quantidade usual de chips por wafer de silício. Isso fez que com que a produção dos processadores para laptops e tablets Broadwell, linha fabricada pelo novo processo de 14 nanômetros, fosse adiada para o início de 2015. Apenas um modelo do Broadwell está atualmente disponível nas lojas.

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top