Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Sony vende unidade de PCs Vaio e anuncia corte de 5 mil empregos em todo o mundo

Postado em: 06/02/2014, às 12:58 por Erivelto Tadeu e Fabiana Rolfini

A Sony anunciou nesta quinta-feira, 6, que irá cortar cerca de 5 mil empregos até o fim do ano fiscal de 2014, que termina em março de 2015. Do total, 1,5 mil funcionários serão demitidos no Japão e 3,5 mil, no exterior. 

Juntamente com o comunicado dos cortes, a Sony confirmou que irá negociar a unidade que fabrica a linha Vaio de computadores pessoais com o fundo de investimento japonês Japan Industrial Partners (JIP). O acordo definitivo, cujo valor não foi revelado, deve ser concluído até o fim de março, disse a empresa.

Conforme os termos do documento, o negócio de PCs da fabricante japonesa de eletrônicos será controlado por uma nova empresa criada pelo JIP, que se concentrará inicialmente nas vendas de PCs para usuários finais e corporativos no Japão. Segundo o memorando, o fundo irá investir inicialmente 5% do capital para o lançamento da nova empresa e facilitar a transição do negócio. A perspectiva é que entre 250 e 300 empregados da atual divisão sejam absorvidos pela nova empresa.

A Sony diz ainda na nota que, após uma análise detalhada de fatores, incluindo as mudanças drásticas na indústria global de PCs, chegou à conclusão que a melhor solução é a de concentrar sua linha de produtos móveis em smartphones e tablets. Na verdade, a venda foi uma exigência dos acionistas.

A expecativa da fabricante japonesa é que as medidas [demissões e a venda da divisão de PCs] resultem em reduções do custo anual fixo em mais de 100 bilhões de ienes (ou US$ 985 milhões), a começar no ano fiscal de 2015. Para executar as medidas, a companhia informa que vai alocar um adicional de 20 bilhões de ienes (aproximadamente US$ 196 milhões) para cobrir despesas com a reestruturação, referentes a 2013, e mais 70 bilhões de ienes (cerca de US$ 687 milhões) para despesas neste ano.

A Sony também divulgou nesta quinta-feira os resultados financeiros do terceiro trimestre fiscal, encerrado em 31 de dezembro, com lucro líquido de US$ 265,3 milhões, contra um prejuízo de US$ 106,1 milhões apurado no mesmo período do exercício fiscal anterior. A receita cresceu 26%, de US$ 18,6 milhões para US$ 23,5 milhões na mesma base de comparação.

Na quebra por segmento de negócio, a receita com dispositivos móveis somou US$ 4,5 milhões, alta de 45% em relação à registrada no terceiro trimestre do ano fiscal de 2012. Já a receita com games aumentou 65%, para US$ 4,3 milhões, enquanto a da divisão de imagens totalizou US$ 2 milhões, alta de 11%.

Como fica no Brasil

Procurada pela reportagem de TI INSIDE Online, a Sony Brasil disse, por meio de comunicado, que "desde abril de 2012 vem implementando uma estratégia de reforma em seu negócio de eletrônicos e obteve progressos significativos em diversos segmentos". "Após uma abrangente análise de fatores, incluindo as profundas mudanças no segmento global de PCs, a empresa decidiu focar em sua linha de smartphones, tablets, TVs e demais categorias que hoje atua, e com isto irá transferir seu negócio de PC para Japan Industrial Partners", acrescenta a nota.

Na nota, a Sony informa ainda que continuará a comercializar a linha Vaio normalmente até a transição para a JIP ser concluída ­— o que deve durar vários meses — e todos seus clientes receberão o atendimento de pós-venda (reparos e assistência técnica) de acordo com os prazos estabelecidos pelos devidos órgãos regulatórios do país, ou seja, não haverá impacto ao consumidor final.

Em relações às demissões, a assessoria de imprensa da subsidiária brasileira diz não ter nenhuma informação.

Tags: , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top