Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Mercado Livre registra crescimento de 35% no lucro líquido no terceiro trimestre

Postado em: 06/11/2015, às 18:43 por Redação

O site de comércio eletrônico Mercado Livre encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro líquido de US$ 45,6 milhões, o que representa um crescimento em dólar de 35,2% na comparação com os US$ 33,7 milhões registrados em igual período de 2014. Excluindo itens não recorrentes, o lucro líquido foi de US$ 33,1 milhões, ou 19,6% da receita.

Na mesma base de comparação, a receita cresceu 14%, para US$ 168,6 milhões, ante US$ 147,9 milhões. Excluindo a Venezuela, a receita líquida obteve crescimento em dólar de 15,2% e 53,7% em moeda constante. A receita do marketplace — agregador de ofertas de produtos e serviços — obteve crescimento de 56,2% em moeda constante e 1,7% em dólar, enquanto a receita das demais áreas cresceu 89,3% em moeda constante e 37,4% em dólar.

O mercado brasileiro foi responsável pela maior receita no período, de US$ 78,1 milhões, e crescimento de 47%, na comparação trimestral anual. Os países que mais cresceram foram Venezuela, com receita 281% maior, de US$ 9,2 milhões, seguida por Argentina, com alta de 83%, mais com receita muito superior, de US$ 40,9 milhões. Por fim, aparece o México, em quarto lugar, com aumento de 26% e receita US$ 9,8 milhões.

O número de itens vendidos pelo site no trimestre foi de 34 milhões, um crescimento de 26,2% na comparação com o mesmo período do ano passado. O volume transacionado na plataforma (GMV – gross merchandise volume) foi de US$ 1,84 bilhão, crescimento de 76,9% em moeda constante e de 9,5% em dólar.

O Mercado Pago, unidade de meios de pagamentos da companhia, registrou um total de 22 milhões de transações, crescimento de 75,2% sobre o mesmo período do ano passado. O volume total de pagamentos foi de US$ 1,3 bilhão, crescimento de 42% em dólar e de 94,9% em moeda constante.

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top