Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Distribuidoras de TI no Brasil devem registrar crescimento de cerca de 8% neste ano

Postado em: 06/12/2011, às 16:47 por Redação

As empresas que atuam exclusivamente como canais de vendas e distribuição de produtos de tecnologia da informação devem fechar o ano com  faturamento de R$ 12,7 bilhões, o que representará um crescimento de 7,6% na comparação com 2010, de acordo com pesquisa encomendada à IT Data pela Associação Brasileira de Distribuidores de TI (Abradisti). O levantamento foi realizado com 86 empresas no Brasil, que representam 95% do mercado.

O presidente da Abradisti, Mariano Gordinho, observa, porém, que a cifra pode ter oscilações devido à repentina alta do dólar registrada nos últimos meses. "No ano passado, tivemos uma ligeira queda no faturamento em relação à nossa projeção, puxada justamente pela queda do dólar que barateou os produtos", afirmou. Ele explica que a elevação do câmbio neste ano pode resultar tanto num processo inverso, com o aumento da receita puxado pelo maior valor de monitores, computadores e tablets, como também gerar uma ligeira queda nas vendas, por causa dos preços mais altos.

De acordo com a pesquisa, 84% do faturamento total do setor de canais são provenientes da comercialização de hardware, enquanto 10% vêm de software e apenas 1%, de serviços. Gordinho explica que é próprio do mercado de TI privilegiar a compra de dispositivos. "O segmento de software tem uma participação maior apenas em mercados desenvolvidos. No contexto brasileiro, é puxado pelos setores governamental e corporativo', esclarece.

A pesquisa também mapeou o mercado de revendas de produtos e serviços de TI. Segundo o levantamento, que o número de revendas no Brasil chega a 31 mil, sendo que 23% correspondem a empresas abertas em 2010 e 2011. A maioria delas, no entanto, é de pequeno porte – 66% atuam no sistema tributário super simples, que unifica a arrecadação de impostos e não permite adoção por empresas com faturamento superior a R$ 2,4 milhões. "É importante entender o mercado de revendas para esclarecer as limitações dos distribuidores de TI e encontrar meios que possam impulsionar tanto as revendas como as empresas", finaliza Gordinho.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top