Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Para Valente, crise econômica só aumentará a importância da Telefônica Brasil

Postado em: 06/12/2011, às 19:18 por Wilian Miron

O presidente do grupo Telefônica no Brasil, Antônio Carlos Valente, reiterou que cortar investimentos em 2012 está fora dos planos da companhia, ao menos inicialmente. “Ainda não temos nenhum indício de que teremos essa necessidade; pelo contrário, a tendência é de que a divisão brasileira seja mais importante para a matriz”, afirma o principal executivo do conglomerado de telecomunicações. Ele afirmou, contudo, que a crise européia é de grandes proporções e seus efeitos globais ainda são de difícil avaliação. "Certamente nunca vimos uma crise como essa, mas por enquanto não há nenhum indicativo de mudança na estratégia do grupo para o Brasil", disse. A Telefônica segue projetando um crescimento de 3,5% a 4% do PIB para 2012, e acredita que as taxas de distribuição de renda e emprego se manterão.

Segundo ele, a operação brasileira é a maior do grupo em número de clientes, “e só não é maior em receita por questões como carga tributária e outros semelhates”. Atualmente a companhia tem 85 milhões de contratos no Brasil, somando todas as suas operações. Em 2013 a Telefônica do Brasil, contudo, pode se tornar a principal operação individual do grupo em receitas.

Nesta terça-feira, 6, a Telefônica anunciou seus números mais positivos em 2011, como a expansão da telefonia móvel de terceira geração (3G), atingindo duas mil cidades neste mês. A previsão é de que o serviço atinja 2.832 municípios brasileiros em 2012. Durante este ano, foram empregados R$ 6 bilhões na construção de redes e infraestrutura e o plano do grupo é chegar a 2014 com R$ 24 bilhões investidos no Brasil.

A empresa também alegou que o número de reclamações nos órgãos de defesa do consumidor cairam 23,2%, causando uma redução de 50% nas chamadas recebidas nos call centers da Atento, empresa de telemarketing do grupo.

Tags: ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top