Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Lucro da Bematech cresce quase 20% no primeiro trimestre

Postado em: 07/05/2013, às 23:29 por Redação

A Bematech, fornecedora de soluções de tecnologia para o varejo e setor hoteleiro, encerrou o primeiro trimestre deste ano com um crescimento 19,5% no lucro líquido, que saltou de R$ 6 milhões, em igual período de 2012, para R$ 7,2 milhões. Na mesma base de comparação, a receita registrou crescimento de 9,6%, de R$ 70,9 milhões para R$ 77,8 milhões. Este é o sexto trimestre consecutivo de crescimento da companhia.

De acordo com o informe de resultados, o caixa líquido obtido das atividades evoluiu 26,8%, totalizando uma geração operacional de caixa de R$ 17,2 milhões no primeiro trimestre, contra R$ 13,5 milhões em igual período de 2012. Já a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) teve crescimento de 34,3%, quando comparada com o mesmo período do ano passado, alcançando R$ 14,7 milhões, com margem de 18,9%.

A Bematech registrou crescimento em praticamente todos os seus setores de atuação — equipamentos (hardware) e sistemas de gestão (software), exceto serviços que teve uma redução em razão da descontinuidade de alguns segmentos como parte da estratégia da companhia de priorizar a melhora de rentabilidade. O maior crescimento da receita foi em software, cuja expansão foi de 38,6% ano sobre ano, enquanto a receita com hardware teve alta de 4,6% no período.

O diretor-presidente da Bematech, Cleber Morais, atribui o bom desempenho à venda de soluções para o mercado corporativo — leia-se grandes varejistas —, atrelada ao aumento de receita e novos negócios na base de clientes. Segundo ele, mesmo sendo um período sazonalmente menos aquecido, os negócios ficaram alinhados às expectativas do mercado. Morais enfatiza que o resultado positivo pelo sexto trimestre consecutivo é fruto do processo de ajustes e reestruturação iniciado em 2011. "Realizamos uma forte reestruturação na área de software, que passou a ser orientada aos segmentos de mercado e não mais por linha de produto, e também na área de hardware, como foco na melhoria dos produtos."

Outro destaque do período, apontado pelo executivo, foi a crescente demanda do grande e médio varejo por soluções completas para pontos-de-venda (PDV) e a conquista de novos clientes, além de novos negócios dentro da base, o que levou as soluções da companhia para diversos segmentos como materiais de construção, vestuário e food service.

Morais observa que, apesar de a empresa ter atingido maior eficiência operacional, a busca da excelência e crescimento sustentáveis é um processo contínuo. "Os resultados que alcançamos até agora confirmam que estamos no caminho certo. O varejo e a tecnologia evoluem diariamente, por isso 'tornar o nosso mercado mais eficiente' requer disciplina e execução contínuas."

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top