Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Microsoft e Time Warner retomam negociações sobre a AOL

Postado em: 07/10/2005, às 15:15 por Redação

A Time Warner e a Microsoft retomaram as negociações sobre uma possível aliança de suas unidades dedicadas à internet, a America Online (AOL) e o MSN, respectivamente, segundo reportagem publicada hoje no The Wall Street Journal.

Depois de várias conversações, as duas empresas continuam buscando formas de combinar o conteúdo da AOL com as ferramentas de busca do MSN, embora outros itens também estejam incluídos na conversa.

Segundo o jornal americano, não está claro ainda se as duas companhias pretendem fundir seus negócios de acesso discado à internet, que geram um volume significativo de receitas ? até última negociação, no fim do primeiro semestre, a AOL contava com 20,7 milhões de usuários de internet discada, e a Microsoft, com 2,7 milhões.

As conversas sobre uma eventual parceria começaram no início deste ano, mas foram interrompidas por volta de junho, diante de uma série de questões de difícil solução, como problemas técnicos e de controle dos negócios.

As discussões entre as duas companhias sobre uma possível parceria no negócio de internet começaram no início deste ano. Mas foram interrompidas em junho devido a uma série de questões, como problemas técnicos e sobre quem ficaria com o controle do negócio.

Apesar de várias dúvidas ainda persistirem, o The Wall Street Journal diz que as empresas esperam concluí-lo até o fim do ano. Uma fonte do mercado disse que se o acordo não for alcançado este ano, provavelmente não acontecerá. A Time Warner está também em negociação com outras companhias interessadas em firmar parceria com o AOL, conforme relatou ao jornal uma pessoa próxima da Time Warner.

As conversações estão sendo comandadas pelo vice-presidente da Time Warner Olaf Olafsson e pelo vice-presidente da Microsoft Henry Vigil. Segundo o jornal, os porta-vozes das duas empresas se negaram a comentar sobre o assunto.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top