Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Ações da AVG Technologies sobem quase 14% após rumores de que pode ser vendida

Postado em: 07/11/2014, às 14:40 por Redação

Rumores de que a AVG Technologies, fabricante de software de segurança para computadores e dispositivos móveis, está sendo abordada por uma série de empresas interessadas em adquiri-la, fizeram as suas ações subirem mais de 6% na Nasdaq nesta sexta-feira, 7. No pre-market, negociação que ocorre antes da abertura da bolsa, os papéis da AVG chegaram a atingir elevação de 13,4%. Na abertura do pregão, contudo, a subida diminuiu um pouco, para 12,4%, com as ações negociadas a US$ 19,82. O bom desempenho da empresa na Nasdaq perdurou durante todo o dia e suas ações encerraram o pregão em alta de 12%, cotadas a US$ 19,76.

Segundo uma fonte próxima ao assunto relatou ao The Wall Street Journal, a sondagem em estágio inicial da possível aquisição da AVG envolve, principalmente, fundos de private equity e pelo menos outra empresa de tecnologia. A mesma fonte declarou que um acordo deve ser firmado nos próximos meses.

A própria AVG tem crescido por meio de aquisições, uma estratégia destinada a aumentar seu valor de mercado, atualmente em US$ 930 milhões. A empresa anunciou em setembro a compra da empresa de segurança móvel Location Labs e da fornecedora norueguesa de software Norman Safeground, ofertas previstas para ajudá-la a encerrar o próximo ano com um crescimento de 25% na receita com vendas de assinaturas.

Resultados financeiros

Na quarta-feira, 5, a AVG informou que encerrou o terceiro trimestre com lucro líquido de US$ 18,2 milhões, expressiva expansão de quase 280% em relação aos US$ 4,8 milhões registrados no mesmo período de 2013. A receita total da companhia, por outro lado, caiu 8%, totalizando US$ 92,3 milhões, ante os US$ 100,1 milhões apurados no terceiro trimestre do ano passado.

As vendas de assinaturas representaram a maior fatia da receita, contabilizando US$ 68,6 milhões, cifra 4% maior que a computada no mesmo trimestre do ano anterior. Já a receita arrecadada com plataforma derivada foi de US$ 23,7 milhões, 30% menor na comparação ano a ano.

Tags: , , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top