Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Seges investe em ferramentas de web e software livre

Postado em: 08/01/2010, às 15:56 por Redação

A Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento (Seges) segue apostando nas redes sociais e nas plataformas de software aberto para tornar mais ágil e modernizar suas operações. Depois de criar uma portal nacional sobre gestão pública e de passar a usufruir dos benefícios de ferramentas como YouTube, Twitter, Flickr e Google Docs, a Seges colocou no ar o portal de colaboração WikiSeges, que será utilizado internamente e aberto para contribuições dos servidores.
O projeto da Seges também envolve a migração para tecnologias de código aberto de um grande volume de sistemas proprietários de documentação e gestão do conhecimento. Com essa medida, o órgão espera obter a padronização de procedimentos, redução de custos e de trabalho operacional, além de gerar soluções estáveis, contínuas e confiáveis.
Entre as ferramentas alteradas para software livre, a Seges destaca itens como servidor de aplicações web na intranet rodando exclusivamente software livre, programa de desenho de diagramas, programas de edição de imagens vetoriais e rasterizadas, programa de recuperação de dados de gráficos a partir de imagens e programa de edição arquivos em PDF digitalizados.
Em outra frente, a Secretaria se empenha para a implantação do web service do Sistema de Informações Organizacionais do Governo Federal (Siorg) que, como o próprio nome diz, fornece informações para os demais sistemas da administração pública federal.
O objetivo de todas essas iniciativas, de acordo com o secretário Marcelo Viana, é tornar mais ágil e eficiente o trabalho da Seges. Segundo ele, uma organização moderna não deve ficar à margem das inúmeras possibilidades ofertadas pela internet. Nesse contexto se insere "conhecer e usar bem os recursos oferecidos gratuitamente na web".
Na interação com o quadro de servidores, a Seges está pretende viabilizar maior proximidade e cooperação com a adoção de ferramentas simples de software livre como, por exemplo, o "Bate-papo da Seges", serviço de mensagens para aproximar pessoas e facilitar o trabalho do cotidiano. Também entra na lista, o "InformaSeges", informativo mensal agora eletrônico com várias funcionalidades.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top