Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Apple compra a startup Emotient, especializada em software de inteligência artificial

Postado em: 08/01/2016, às 20:07 por Redação

A Apple adquiriu a Emotient, startup que utiliza uma tecnologia de inteligência artificial para analisar as emoções das pessoas através das expressões faciais. Uma fonte da empresa confirmou a compra com uma declaração padrão: diz que a Apple "compra empresas de tecnologia menores de tempos em tempos, e geralmente não discutimos o nosso propósito ou planos." Ela se recusou a revelar os termos financeiros do negócio, segundo o The Wall Street Journal.

A Emotient já havia levantado US$ 8 milhões com fundos de investimentos, incluindo a Intel Capital. Recentemente ela vinha buscando uma nova rodada de financiamento de capital de risco, mas não foi bem-sucedida na empreitada, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto disse ao jornal americano.

No ano passado, a Apple já havia adquirido outra startup da área de inteligência artificial, a VocalIQ, que desenvolveu um sistema para melhorar a capacidade de um computador de entender a fala natural. No caso da Emotient, analistas disseram que não está claro o que a Apple planeja fazer com a tecnologia da empresa, que é usada principalmente por anunciantes para avaliar as reações dos consumidores a seus anúncios. Médicos também já testaram a tecnologia para interpretar sinais de dor de pacientes incapazes de se expressar, além de um varejista que a usa o recurso para monitorar expressões faciais dos compradores nos corredores da sua rede de lojas.

Em 2014, a Emotient também anunciou que tinha sido concedida uma patente de sua propriedade para um método de coleta e rotulagem de cerca de 100 mil imagens faciais para que os computadores possam melhor reconhecer expressões diferentes. Aliás, melhorar reconhecimento de imagem é uma busca constante entre empresas como Facebook, Google e outras que estão investindo pesadamente em técnicas de inteligência artificial.

Em 2012, por exemplo, o Google publicou um artigo detalhando sobre como um programa de inteligência artificial foi capaz de reconhecer gatos. A empresa adaptou o software para melhorar os resultados de busca. Mas, em relação ao reconhecimento facial, ela terá de ser mais cuidadosa e cautelosa, já que, por exemplo, é proibido qualquer app de reconhecimento facial para seus óculos de realidade virtual Google Glass.

Tags: , , , , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top