Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

CommScope tem lucro de US$ 16,3 milhões no 2º trimestre

Postado em: 08/09/2005, às 18:10 por Redação

A CommScope anunciou hoje 8 os resultados financeiros do segundo trimestre. O balanço mostra que a aquisição da Systimax Solutions, fornecedora de soluções de conectividade estruturada, contribuiu para que a companhia registrasse excelente desempenho no período. As vendas atingiram US$ 336,7 milhões e o lucro líquido foi de US$ 16,3 milhões.

O lucro líquido divulgado inclui os custos líquidos previamente anunciados de US$ 1 milhão, referentes às iniciativas organizacionais e de redução de custos na unidade fabril de Omaha, Nebraska (EUA). Sem incluir esses custos, a CommScope obteve lucro de US$ 17,3 milhões. ?Tivemos um ótimo desempenho no segundo trimestre?, afirma Frank M. Drendel, presidente e diretor geral da CommScope.

A margem operacional mais que dobrou, atingindo 7%, principalmente devido ao crescimento das vendas de produtos corporativos, combinado com uma mudança favorável no conjunto de vendas de soluções de preço mais elevado. "Também melhoramos muito no segmento de operadoras, com um aumento de vendas de 22% e a queda de mais de 50% seqüencialmente nos prejuízos operacionais?, acrescenta Drendel.

As vendas no segundo trimestre de 2005 aumentaram 7,6% em 12 meses, principalmente devido à melhoria nas vendas internacionais, pelos aumentos de preços em relação ao aumento dos custos de matéria-prima e pelo fortalecimento do segmento de operadoras.

As vendas do segmento corporativo aumentaram 10,4% em 12 meses, atingindo US$ 173,8 milhões. Tal resultado reflete um forte crescimento nas vendas internacionais em um ano, o aumento de preços da maioria dos produtos e uma mudança positiva com relação a soluções de preço mais elevado, tais como Systimax GigaSpeed XL e GigaSpeed X10D, sistema de cabeamento de cobre capaz de operar a 10 Gigabits por segundo.

As vendas do segmento de banda larga atingiram US$ 109,9 milhões. Esse resultado significa uma queda de 2,3% em 12 meses, mas um aumento de 1,7% seqüencialmente. As vendas de banda larga permanecem relativamente estáveis desde meados de 2004, quando o maior cliente de banda larga da empresa nos EUA realizou uma grande atualização de sua rede.

As vendas do segmento de operadoras aumentaram 23,7% em 12 meses, atingindo US$ 53,7 milhões, principalmente devido à grande demanda por produtos sem fio e ICS (soluções integradas de gabinete). Os negócios de ICS foram fortalecidos principalmente devido à rápida expansão, aos projetos de construção de DSL de operadoras americanas e a aplicações de fibra óptica (FTTN).

As vendas internacionais totais cresceram 17,9% em 12 meses, atingindo US$ 113,5 milhões, ou seja, cerca de 33,7% das vendas totais da empresa. O total de pedidos externos contabilizados no segundo trimestre de 2005 atingiu US$ 345,3 milhões.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top