Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

PanAmSat fecha contrato para projeto de inclusão mexicano

Postado em: 08/09/2005, às 16:22 por Redação

Uma semana após o anúncio de sua compra pela Intelsalt por US$ 3,2 bilhões, a PanAmSat fechou mais um contrato de serviços de satélite. A operadora assinou ontem 7 contrato plurianual com a Secretaria Mexicana de Transportes e Comunicações (SCT), para expansão do programa e-Mexico, uma iniciativa do governo daquele país para oferecer tecnologia digital de alta velocidade e serviços de internet para toda a população. O valor do contrato não foi divulgado.

A PanAmSat de Mexico, aliança estratégica entre o grupo Pegaso e a PanAmSat, entregou o segmento espacial da fase 1 do programa para conectar 3,2 mil sites públicos que atenderão 2.445 municípios mexicanos através do satélite Galaxy 3C em dois anos. "Nos últimos anos, verificamos que os países que não têm uma ampla rede terrestre de comunicações são candidatos para uma rede baseada em satélite. Países como o México podem usar esse tipo de sistema para apoiar os serviços de comunicações, internet e televisão. O impacto nessas comunidades e no país é enorme", declarou Joe Wright, diretor geral da PanAmSat.

Wright acrescenta que com o aumento da popularidade do e-Mexico houve uma demanda adicional dos usuários, com a introdução de novas aplicações ao longo do tempo. ?A primeira fase expandida do programa e-Mexico será usada por um número crescente de pessoas que antes não podiam se comunicar de modo eficiente com o resto do mundo, gerando uma demanda comercial. À medida que isto acontece, nós estaremos lá."

A rede e-Mexico consiste em três serviços principais: conectividade IP, sistemas de computador e conteúdo IP. Por meio deles, os cidadãos de áreas remotas do país poderão acessar programas educacionais, informações médicas e da comunidade, bem como informações sobre o governo local e nacional através de uma rede baseada em satélite.

A PanAmSat fornecerá a capacidade do satélite necessária para a interconexão dos usuários nos centros comunitários de todo o país, onde foram instalados terminais VSAT. "É um programa ambicioso desde o início com o sonho de conectar 3,2 mil terminais VSAT por meio da mobilização de Centros Comunitários Digitais (DCCs).

O e-Mexico integrou em todas as suas etapas de satélite 7,2 mil DCCs e mais 300 DCCs adicionais em redes terrestres. "Nossa meta é alcançar 10 mil DCCs até o fim do governo atual", diz Jorge Alvarez Hoth, subsecretário de comunicações da SCT.

Na América Latina, a PanAmSat participou de vários projetos para fornecer capacidade para comunicações rurais. No Peru, a PanAmSat trabalhou junto com o governo no projeto Huascaran para oferecer ensino a distância através de 8 mil sites VSAT conectando vilarejos remotos em todo o país.

Através de seu satélite PAS-1R, a PanAmSat também participa do projeto COHCIT em Honduras, patrocinado pelo Conselho Hondurenho de Ciência e Tecnologia. O programa de ensino a distância com VSAT leva a programação cultural e tecnológica a comunidades distantes daquele país.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top