Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Linha de crédito do BB para PC Popular já está disponível

Postado em: 08/11/2005, às 17:00 por Redação

O Banco do Brasil está credenciando desde ontem (7/11) os lojistas interessados na oferta do computador popular. O BB foi o primeiro banco a oferecer a linha de crédito que financia a compra desses computadores, conforme previsto no programa Cidadão Conectado – Computador para Todos, que integra o programa de inclusão digital do governo federal e que tem o objetivo de facilitar a aquisição desses computadores por microempresários e famílias de menor renda.

Para ter acesso ao financiamento, que tem recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), o cliente deve possuir cartão de crédito ou débito do Banco do Brasil com a bandeira Visa. O crédito será contratado nas lojas afiliadas à Visanet e o lojista (correntista da instituição ou não) deve procurar a agência do BB para solicitar o cadastramento no convênio que o habilita a vender os equipamentos com o selo "Computador para Todos".

A linha de crédito BB Crediário PC Conectado foi lançada no início do mês de agosto e o banco aguardava somente a regulamentação do processo de certificação dos computadores, a cargo do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), para liberar o financiamento. O ministério já iniciou o credenciamento dos fabricantes que poderão produzir computadores para o programa e que vão contar com a isenção total de PIS e Cofins.

O BB Crediário PC Conectado financia a compra de microcomputadores até o valor de R$ 1,2 mil com taxa de juros de 2% ao mês e prazo de até 24 meses. A prestação mínima é de R$ 20 e a tarifa de abertura de crédito é de 3% sobre o valor da compra, com mínimo de R$ 15. A primeira parcela vence 59 dias após a data da liberação do financiamento.

O MCT também definiu as características mínimas que os computadores deverão ter, tanto para equipamentos quanto para os programas. A idéia é que o consumidor leve para casa um micro completo e pronto para ser usado, com sistema operacional e um conjunto de software livre com 27 aplicativos, como edição de foto, processamento de textos, antivírus e navegação na internet.

O computador deve ter a configuração de um micro convencional, com um monitor de vídeo de 15 polegadas, teclado, mouse, micro processador, CD-ROM, disco flexível de 1,44 MB, memória de 128 MB e fax modem. O projeto do governo prevê ainda o barateamento do preço de acesso à internet. Na negociação em curso com as operadoras de telefonia e provedores, está sendo discutida a oferta de acesso discado pelo tempo de 15 horas mensais ao custo de R$ 7,50.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top