Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Escola pública testa notebooks em sala de aula

Postado em: 08/11/2007, às 18:00 por Redação

O grupo Klick, criadora do portal Klickeducação, desenvolveu o Programa Florescer, que usa notebooks para promover a utilização de recursos tecnológicos em sala de aula, com o suporte de consultores da empresa, que auxiliam os professores tanto de escolas públicas quanto de particulares.

O grupo tem como sócios a GL (acionista da Klabin e da Drogasil), o grupo Janos (acionista da Natura), o BNDESpar e fez uma parceria com a Intel para adotar o notebooks de baixo custo.

A primeira escola a entrar no Programa é a EMEF Luiz de Carvalho, localizada no município de Campo Limpo Paulista (SP), onde já está em andamento um projeto piloto com 60 alunos da 6ª e 7ª séries. O Klick, além de coordenar a montagem de toda a infra-estrutura das salas, desenvolveu o conteúdo educacional e ferramentas tecnológicas inseridas no computador, enquanto a Intel cedeu 30 classmate PCs.

Com isso, além de mestres e alunos ganharem acesso às apostilas e material didático elaborados para o portal virtual do Programa Florescer, os professores poderão contar com as chamadas Dinâmicas Educacionais, que são atividades elaboradas pelos educadores do Klickeducação a partir do planejamento das escolas e planos de aula dos professores.

A Mstech, outra parceira do Programa, desenvolveu o software Blue Lab, um sistema de gestão que possibilita ao professor acompanhar as atividades da classe, atender a dúvidas durante exercícios e até chamar a atenção dos alunos quando necessário. Nesse laboratório virtual também é possível disponibilizar e enviar arquivos para os alunos como dicas de pesquisas. Com esse projeto piloto será possível comparar o método tradicional de ensino com o método que utiliza ferramentas de TI.

A intenção não é interferir no trabalho dos professores, e sim ensinar esses profissionais a utilizarem a tecnologia para otimizar o desempenho dos alunos. ?O objetivo é experimentar e validar um novo conceito educacional, utilizando os recursos tecnológicos não apenas como instrumento de inclusão digital, como também para motivar os estudantes e promover uma maior interação entre alunos e professores", explica o CEO do Grupo Klick, Allan Paiotti.

A implementação do Programa Florecer na EMEF Luiz de Carvalho, em Campo Limpo Paulista, conta ainda com a parceria da Smart Tecnology, empresa que cedeu uma lousa digital multimídia de última geração para ajudar ainda mais na interatividade dentro da sala de aula e a P3D, que desenvolveu projetos de aprendizado em 3D.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top