Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Conferir o smartphone constantemente é hábito de 60% dos jovens, aponta estudo

Postado em: 08/11/2012, às 16:45 por Bruna Chieco, de Cancún, no México*

Checar o smartphone pela manhã é um hábito tão importante quanto outras atividades diárias básicas como escovar os dentes ou se vestir antes de sair de casa para 90% dos jovens que compõem a chamada geração Y, de acordo com pesquisa encomenda à Insight Express pela Cisco, divulgada nesta quinta-feira, 8, no Cisco Live, evento promovido pela empresa voltado às áreas de educação e treinamento nos segmentos de rede, TI e comunicações, realizado esta semana em Cancún, no México.

O relatório destacou os hábitos de uso de dispositivos móveis e da internet de 1,8 mil estudantes universitários e jovens profissionais, entre 18 e 30 anos de idade, e de 1,8 mil profissionais da área de tecnologia da informação. Eles foram entrevistados em 18 países.

Entre eles, 60% disseram que conferem constantemente seus smartphones para verificar a chegada de e-mails, mensagens de texto (SMS) e atualizações de redes sociais. No Brasil, 48% declararam que utilizam seus dispositivos móveis para checar mídias sociais diariamente, antes de saírem para a escola ou o trabalho. Nos Estados Unidos, 45% mantêm esta rotina, e na China o número é ainda maior, com o total 58% dos entrevistados. Os profissionais de TI estão ainda mais conectados, já que 40% verificam seus dispositivos móveis a cada 10 minutos.

O estudo também abordou a questão se o hábito poder se tornar um vício. No Brasil, 70% admitiram que conferem seus smartphones de forma compulsiva, sendo 76% homens e 65% mulheres. Além disso, 43% dos entrevistados revelaram se sentir muito ansiosos e desconfortáveis quando não têm acesso a seus dispositivos móveis, e 67% gostariam de não ter essa dependência. Outro ponto importante foi o distanciamento das relações pessoais, que são substituídas pelo relacionamentos online. Os dados mostraram que 40% das pessoas passam mais tempo com amigos online do que pessoalmente. No Brasil, a taxa é de 73%, nos Estados Unidos 35% e na China, 69%.

O Facebook foi apontado como o grande fenômeno. Globalmente, 87% dos entrevistados responderam que possuem um perfil na rede social, sendo que no Brasil 93% utilizam a plataforma de relacionamento e um em cada três usuários mantém a sua página aberta o dia todo. O Twitter é outra rede social bastante difundida, onde 56% dos entrevistados mantêm uma conta ativa e 21% a utilizam para se comunicar ao menos uma vez por dia. Com a utilização massiva dessa e de outras redes socais, os usuários acabam aumentando ainda mais a quantidade de dados espalhadas pelo mundo. Cerca de 90% das pessoas compartilham fotos na internet, 62% compartilham ou armazenam vídeos, o que contribui sobremaneira para o aumento do tráfego de dados.

Os aplicativos também se tornaram parte da rotina dos jovens da geração Y. No Brasil, 69% consideram os apps importantes para sua rotina; no México, o número chega a 83%. O dado interessante é que mais de 50% dos entrevistados priorizam aplicativos de jogos e entretenimento. Compras online é outro destaque do estudo, com 80% dos entrevistados declarando que possuem esse hábito, sendo que no Brasil a taxa chega a 94%. Mesmo assim, apenas 40% dos ouvidos no país disseram confiar em alguns sites para realização de compras e para cadastrar informações pessoais, enquanto 36% não confiam.

Quanto ao uso de dispositivos móveis fornecidos pela companhia em que trabalham, 50% dos entrevistados sabem que a política de sua empresa proíbe o uso desses aparelhos para atividades pessoais, mas quatro entre cinco pessoas admitem não obedecer essa regra.

* A jornalista viajou a Cancún a convite da Cisco.

Tags: ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top