Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Faturamento do setor eletroeletrônico tem queda de 8% em 2016

Postado em: 08/12/2016, às 23:19 por Redação

O faturamento da indústria eletroeletrônica deve encerrar 2016 em R$ 131,2 bilhões, uma queda nominal de 8% em relação ao ano passado (R$ 142,5 bilhões). Em termos reais (descontada a inflação), o resultado representa uma retração de 11%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, 8, pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee).

Para a produção industrial, a Abinee projeta queda de 10% na comparação com 2015. Já os investimentos devem fechar o ano com uma retração de 25%, passando de R$ 3,2 bilhões, em 2015, para R$ 2,4 bilhões, em 2016.

"Os números falam por si. E quando se leva em conta a base de comparação do ano passado, quando já tivemos uma queda nominal de 7% na comparação com 2014, os dados se tornam ainda mais preocupantes", diz o presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato.

O número de empregados do setor, que era de 248,1 mil no final de 2015, deverá fechar 2016 em 234 mil trabalhadores, ou seja, uma redução de 14 mil postos de trabalho. "No acumulado dos últimos dois anos perdemos quase 60 mil empregos", afirma o presidente Conselho da Abinee, Irineu Govêa. Em dezembro de 2014, o setor eletroeletrônico empregava 294 mil trabalhadores.

As exportações devem apresentar retração de 5%, caindo de US$ 5,9 bilhões para US$ 5,5 bilhões em 2016. As importações devem recuar 20%, passando de US$ 31,4 bilhões, em 2015, para US$ 25,3 bilhões, em 2016. Com isso, o déficit da balança comercial atingirá US$ 19,7 bilhões, total 23% inferior ao apresentado no ano passado.

Perspectivas

Para 2017, as empresas do setor eletroeletrônico projetam crescimento nominal de 1% no faturamento em relação a 2016. Esta projeção é compatível com a nova estimativa do PIB prevista para o próximo ano, de cerca de 1%.

As exportações e as importações devem permanecer estáveis no próximo ano, assim como o emprego. Os investimentos da indústria eletroeletrônica devem voltar a apresentar ligeiro crescimento (2%), atingindo aproximadamente R$ 2,5 bilhões.

Tags: , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top