Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Saiba quais são os cuidados para envio da declaração do Imposto de Renda

Postado em: 09/04/2013, às 23:29 por Redação

Segundo dados da Secretaria da Receita Federal, 100% das declarações de Imposto de Renda do país são entregues de forma online. A McAfee alerta que, além de os cibercriminosos dedicarem mais atenção às pequenas e médias empresas para a realização de ataques virtuais, os consumidores finais também devem ter cuidado redobrado nesse período de declaração do Imposto de Renda, uma vez que o órgão governamental disponibilizou este ano o aplicativo "Pessoa Física" para smartphones e tablets, permitindo o preenchimento e envio da declaração.

De acordo com as conclusões do Relatório Trimestral sobre Ameaças da McAfee, divulgado em fevereiro, pelo McAfee Labs, haverá aumento na frequência e sofisticação dos malwares (software destinado a se infiltrar em um sistema de computador). No ano passado, o número de amostras de malware móvel descobertas pelo McAfee Labs foi 44 vezes maior que o número informado em 2011, ou seja, 95% de todas as amostras de ameaças em dispositivos móveis aparecerem em 2012. A motivação para distribuir ameaças móveis está enraizada no valor da informação encontrada nesses equipamentos, incluindo senhas e agendas, além de novas oportunidades de negócios que não estão no PC. Entre essas chances, estão cavalos de Tróia que enviam mensagens de SMS a serviços pagos e cobram do usuário cada mensagem enviada.

"No período da entrega da declaração do Imposto de Renda o objetivo dos atacantes é obter vantagens econômicas e, fundamentalmente, conseguir os dados bancários dos usuários. Como a opção de fazer a declaração online é facilmente acessível torna-se imprescindível o uso de soluções de segurança, inclusive nos smartphones e tablets que serão utilizados para o envio das declarações", diz José Matias Neto, diretor de Suporte Técnico para América Latina da McAfee. "As pequenas e médias empresas fazem parte do outro perfil bastante visado, as quais devem tomar cuidado com a segurança de suas informações. Atualmente, elas são os principais alvos dos cibercriminosos, pois os golpistas sabem que possuem recursos limitados para lidar com a segurança da informação, tornando-se presas fáceis. Para se ter uma ideia, o número de ataques diários nas PMEs mais que dobrou nos primeiros meses de 2012 nos Estados Unidos, complementa o executivo.

Outro dado que não deve ser ignorado pelos usuários é o crescimento de 72% no número de cavalos de Troia destinados ao roubo de senhas, apontado no relatório trimestral sobre ameaças da McAfee. "Os cibercriminosos perceberam que as credenciais de autenticação de usuários são os tipos mais valiosos de propriedade intelectual armazenados na maioria dos computadores, afirma Matias.

Dicas importantes

Principais medidas para combate às ameaças na Internet:

  • Manter os patches (correções nos sistemas fornecidas pelos diferentes fornecedores de sistemas operacionais) sempre atualizados;
  • Certificar-se de estar usando a versão mais recente do navegador e não uma versão beta;
  • Não clicar em links de e-mails recebidos de remetentes desconhecidos ou links suspeitos enviados por pessoas conhecidas;
  • Contar com um provedor de internet que implemente sólidas tecnologias e política antispam e antiphishing (estes recursos bloquearão mensagens indesejadas e com conteúdo mal-intencionado);
  • Proteger o computador com uma solução de segurança confiável, abrangente e atualizada, contendo no mínimo antivírus e firewall;
  • Acessar sites bancários ou qualquer outro que exija o preenchimento de dados pessoais, como cartão de crédito ou senhas, apenas em computadores pessoais e nunca em computadores públicos;
  • Dados pessoais fornecidos a um desconhecido e que possam dar pistas sobre a rotina pessoal e da família, como os horários em que retorna do trabalho, do curso de inglês, ou se a família está viajando, são dados valiosos para o crime organizado;
  • Redes ponto-a-ponto (peer-to-peer), que distribuem mp3, filmes e outros arquivos de áudio e vídeo, oferecem muitos arquivos interessantes, porém muitas ameaças inseridas já que, ao baixar arquivos nessas redes, são disponibilizados arquivos particulares a estranhos, os quais podem acessá-los sem permissão. Uma alternativa é baixar esses arquivos de maneira segura de sites e lojas oficiais e confiáveis dos artistas e das produtoras, que geralmente disponibilizam ou ofertam seus produtos por preços mais acessíveis, com promoções, e, às vezes, de maneira gratuita por tempo determinado.
  • Após a infecção é necessário comunicar ao banco sobre a fraude para providências e alterar imediatamente as senhas bancárias via telefone, agência ou de um computador seguro. É importante também mudar as senhas das outras contas acessadas no computador infectado, incluindo e-mail pessoal, sites de redes sociais, entre outros. Por fim, verifique os saldos e transações recentes até ter certeza que o computador infectado está limpo. Uma vez que a ameaça foi removida, instalar o software de segurança para evitar outra infecção.

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top