Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Estudo inédito do Serasa Experian mostra endividamento da população

Postado em: 09/05/2017, às 20:29 por Redação

Estudo inédito da Serasa Experian mostra que 27% da população de baixa renda (até R$ 2 mil mensais) comprometem mais da metade dos ganhos com produtos financeiros, entre eles: cartão de crédito, empréstimo consignado, empréstimo pessoal, financiamento de automóvel, financiamento imobiliário, cheque especial e consórcio. Entre os brasileiros de alta renda, percentual cai para 13%.

O levantamento considera cerca de 5 milhões de consumidores que aderiram ao cadastro positivo. O estudo também mostra que 29% dos consumidores de baixa renda que possuem dívidas financeiras, comprometem até 50% dos ganhos mensais com produtos financeiros.

"Cerca de 40% dos brasileiros de baixa renda tem acesso ao cartão de crédito. Quando levamos em conta a alta renda, o percentual sobe para 51%", conta Julio Guedes, diretor de Decision Analytics da Serasa Experian, que apresentou o estudo durante o evento Recover Money, em São Paulo, nesta terça-feira, 9, em São Paulo. Ele aponta, também, que quando o assunto é cheque especial, o produto é utilizado por 12% na baixa renda, subindo para 18% quando avaliada renda acima de R$ 10 mil.

O executivo explica que o mercado espera para o meio do ano a regulamentação do cadastro positivo, pelo qual vai ser possível aperfeiçoar o conceito de score, ferramenta que pode ser relevante na negociação de taxa de juros e empréstimos com instituições financeiras.

Por esse motivo, a Serasa tomou a iniciativa, no mês passado, de oferecer gratuitamente sua ferramenta Score, que usa uma base de dados do Serasa construída pelo departamento de Decision Analytics, que reúne informações mais de 150 instituições financeiras, cerca de 60 milhões de devedores e 5 milhões de empresas.

Essa base de dados é analisada por cerca de 150 especialistas da área de Decision Analytics e do Serasa Labs, que utilizam diversas plataformas tecnológicas e software de análise em mainframe, SQL, SAS e Teradata, para construir aplicativos para os mercados financeiros, PMEs e consumidor.

Guedes diz que a Serasa tem iniciativas de educação financeira em redes sociais e You Tube, para mostrar, principalmente aos jovens, as vantagens do cadastro positivo e do score financeiro, que podem ser feitas por adesão espontânea.

 Negativados

O estudo mostra ainda que, entre os brasileiros negativados, a maioria está em débito com o banco/cartão de crédito (39%), seguido por financeiras e leasing (13%), empresas de serviços (12%), varejo (9%), água, energia e gás (9%) e outros (18%), sendo que a maioria dos negativados (69%) tem renda até R$ 2 mil.

Entre os inadimplentes também foi possível identificar que 49% dos consumidores que tem o produto empréstimo pessoal estão com dívidas em aberto no mercado, ou seja, metade dos brasileiros que possuem empréstimo pessoal estão com problemas financeiros neste ou mesmo em um outro produto. Em seguida está o empréstimo consignado (46%).

Metodologia

O estudo considerou as informações oriundas da base de consumidores que aderiram ao Cadastro Positivo da Serasa Experian. Para o levantamento do comprometimento de renda considerou-se o valor total das parcelas mensais relativas às dividas financeiras com prazo determinado, acrescido do saldo devedor total das operações financeiras de curtíssimo prazo (cheque especial e cartão de crédito).

Tags: , , , , ,

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top