Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Número de pontos públicos de Wi-Fi vai mais que quadruplicar até 2015

Postado em: 09/11/2011, às 20:12 por Redação

O número global de pontos públicos de conexão sem fio (hotspot) Wi-Fi irá crescer 350% em quatro anos, ou seja, mais que quadruplicar, passando dos atuais 1,3 milhão para 5,8 milhões em 2015. Isso sem contar os pontos comunitários compartilhados por usuários, que podem somar 4,5 milhões de pontos adicionais. Os dados são de uma pesquisa encomendada pela Associação de Conexão Wireless (WBA, na sigla em inglês), feita pela empresa de análise Informa com 259 provedores de serviços e wi-fi em todo o mundo.

O crescimento da adoção de dispositivos móveis, como tablets e smartphones irá guiar essa tendência, tanto que o acesso dos smartphones aos hotspots Wi-Fi ultrapasará o realizado por notebooks no curto espaço de tempo. Embora maioria, atualmente o uso de laptops representa menos da metade (48%) dos acessos às redes dos hotspots Wi-Fi, seguidos de smartphones (36%) e tablets (10%). Na América do Norte, entretanto, o número de conexões por smartphones já ultrapassou o de notebooks. Já na América Latina, ambos estão empatados em representatividade.

Os pontos públicos de Wi-Fi devem se concentrar em parques, locais de transporte como aeroportos e pontos turísticos. A pesquisa revelou que 58% das operadoras, incluindo 47% das operadoras de telefonia móvel, acreditam que a experiência wi-fi é crucial ou muito importante para seus clientes.

“A pesquisa revelou que estamos entrando na era de ouro do wi-fi público, e as operadoras estão estender seus serviços de banda larga para além das casas e escritórios”, comentou o presidente da WBA.

Devido à alta concentração populacional, a Ásia deve impulsionar esta tendência. A pesquisa cita a China Mobile, que sozinha tem planos de oferecer mais de um milhão de pontos além dos existentes, e a KDDI, do Japão, que pretende aumentar em 10 vezes seus pontos de wi-fi nos próximos seis meses.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top