Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Portugal Telecom e Telefónica não comentam oferta pela Vivo

Postado em: 10/07/2007, às 10:38 por Redação

A Portugal Telecom e a Telefónica se recusaram nesta terça-feira (10/7) a comentar notícias sobre a existência de uma oferta de 3 bilhões de euros (equivalente a US$ 4,08 bilhões) da empresa espanhola ao grupo português para comprar 50% da brasileira Vivo.

Uma fonte oficial da Portugal Telecom disse à agência de notícias Lusa que o grupo não comentaria a informação e, em Madri, a Telefônica também se recusou a falar sobre o assunto, se limitando a dizer que "tudo está sendo estudado".

Na edição desta terça-feira, o jornal britânico Financial Times, informou que a operadora espanhola fez a oferta à Portugal Telecom para adquirir metade da operadora móvel brasileira. Caso a oferta avance, segundo o diário, a Telefônica venderia ao grupo português os 10% que detém na operadora portuguesa. De acordo com a reportagem, a operadora espanhola aguarda uma resposta da companhia portuguesa até agosto.

Para Alierta, o desempenho da Vivo tem sido prejudicado pelas tensões entre a Telefônica e a Portugal Telecom. Por essa razão, conseguir o controle da empresa brasileira uma das prioridades principais para o grupo espanhol.

Em declaração ao diário britânico, o presidente da Telefónica, César Alierta, disse que o foco da empresa é o crescimento, após uma série de aquisições na Europa e na América Latina. Ele prevê uma consolidação na Europa das principais companhias telefônicas em diferentes países e não descarta a possibilidade de vir a controlar a Telecom Italia. Em maio, um consórcio formado pela Telefônica e grupos italianos compraram a Olímpia, controladora da Telecom Italia, por 4,1 bilhões de euros. O consórcio terá, indiretamente, 18% do capital da tele.

O presidente da Telefónica disse que, caso o negócio com a Portugal Telecom seja concretizado, não tentará fundir as operações da Vivo com as da TIM Brasil, devido a possíveis objeções da Anatel. No entanto, Alierta disse que a TIM Brasil e a Vivo poderiam partilhar da infra-estrutura de telefonia móvel no Brasil, disse Alierta.

No mês passado, o presidente da Portugal Telecom, Henrique Granadeiro, negou que a empresa tenha planos de vender sua participação na Vivo. "Nunca dissemos que queremos vender a Vivo nem que estamos energicamente à procura [de uma alternativa a Vivo]", afirmou à época.

O presidente da Telefónica disse ainda que, caso o negócio com a Portugal Telecom seja concretizado, não tentará fundir as operações da Vivo com as da TIM Brasil, devido a possíveis objeções dos órgãos reguladores.

O Brasil se tornou no ano passado o quinto maior mercado de celulares do mundo, superando o Japão.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top