Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Brinks reduz 20% do custo com licenças Microsoft na AL

Postado em: 11/04/2006, às 20:35 por Redação

Uma nova forma de negociação com a Microsoft rendeu à transportadora de valores Brinks uma economia de 20% nos custos de licenciamento de sistemas nas unidades da América Latina. A iniciativa, que partiu da subsidiaria brasileira e contou com o apoio da integradora de soluções Goldnet, envolveu uma mudança radical no método de compras de software. Em vez de aquisições isoladas, por operação, a filial brasileira se uniu às demais subsidiárias da América Latina e conseguiu maior poder barganha junto aos seus principais fornecedores, entre eles com a Microsoft.

A experiência tomou como base uma reavaliação, feita em meados do ano passado, de todos os contratos de licenças de sistemas operacionais, banco de dados, aplicações de Visual Basic, sistemas de vídeo e MS Project, entre outras ferramentas da marca, e as necessidades comuns às oito filiais latino-americanas.

O objetivo da transportadora de valores era o de obter ganho de escala e reduzir os custos com TI, exigindo melhores condições comerciais. Após a reavaliação dos contratos, a Brinks fez uma análise do seu inventário para decidir entre a atualização e a aquisição de novas licenças. Na América Latina, a companhia conta com 5 mil usuários, dos quais 1,1 mil estão nos 41 escritórios que possui no Brasil.

Para a subsidiária brasileira, a iniciativa resultou em uma economia de 12% com software, porcentual nada desprezível levando-se em conta que a sua receita gira em torno de R$ 220 milhões ao ano.

Outro benefício é que com o novo contrato, é que o parque de máquinas, que atualmente rodam Windows 98, será atualizado com o Windows XP. Além disso, o escritório local conseguiu eliminar a despesa de aquisições redundantes e já planeja a consolidação do ambiente para diminuir a complexidade da infra-estrutura.

Com o projeto, também houve a padronização da TI, que resultou na diminuição dos chamados de suporte. O próximo passo da Brinks é usar a mesma tática com outros fornecedores importantes, como HP, Telefônica e Cisco.

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top