Converge Comunicações -

RSS Feed Compartilhe TI INSIDE Online no Facebook Compartilhe TI INSIDE Online no Twitter Compartilhe TI INSIDE Online no Google+ Compartilhe TI INSIDE Online no Linkedin

Chegou a hora de descomplicar

Postado em: 11/06/2012, às 15:56 por Redação

Durante muitos anos a gestão de infraestrutura de Tecnologia da Informação era uma coisa complicada. E, parecia que quanto mais complicado, melhor.  Isto porque os gestores de TI eram obrigados a entender de tudo, escolher as melhores alternativas, e gastar milhões em equipamentos e softwares.
Até os dias de hoje os gestores de TI ainda acreditam que precisam ter absoluto domínio sobre a escolha, aquisição e implantação das soluções. 
No entanto, com o advento do Cloud Computing este perfil e a atividade estão mudando rapidamente.  Os executivos estão se tornando cada vez mais gestores de contratos e da qualidade dos serviços prestados do que tomar decisões sobre a aquisição dos melhores equipamentos.
Com o Cloud Computing, a atividade de TI está ficando transparente, não importa o equipamento que o provedor está utilizando, o que interessa é o desempenho e a qualidade do serviço contratado.  A escolha dos equipamentos e soluções de software que suportam os sistemas dos clientes passou a ser uma escolha dos provedores de cloud.
Com este novo panorama, o perfil do CIO (Chief Information Officer) vai mudar consideravelmente e exige uma rápida reciclagem para assumir este novo papel.
Além disso, os novos produtos de infraestrutura para suportar o Cloud Computing também tendem a ficarem mais simples.  Com os sistemas rodando em ambiente centralizado, é necessário escolher corretamente os produtos que permitem o acesso aos aplicativos e aos dados. 
Irão ficar no passado os complexos ambientes de VPN (Virtual Private Network) através das quais os usuários eram obrigados a montar complexas infraestruturas de rede, tanto em nível de link de dados, como de equipamentos e softwares, tudo isto para emular na WAN um ambiente cliente/servidor que funcionava muito bem em rede local, mas que na WAN apresentava um desempenho sofrível.
Este tipo de solução complexa e cara pode hoje, com as ferramentas adequadas para virtualização das aplicações na nuvem, ser feita com excelente desempenho e um custo muito inferior ao das soluções descritas anteriormente.  Um dos produtos que mais se adequou perfeitamente às demandas do ambiente de Cloud foram os softwares de virtualização. Eles representam o típico produto de Cloud que permite desempenho com qualidade, com baixos custos de infraestrutura.
Dentro do setor hoteleiro, as grandes redes de hotéis utilizam atualmente softwares de virtualização para rodar todas as atividades distribuídas, em ambiente centralizado, informações consideradas de missão crítica para o business hoteleiro, com extrema confiabilidade, alto desempenho e baixo investimento.   É um setor que pela distribuição geográfica das unidades, pode servir de exemplo para outras empresas que também têm unidades e filiais distribuídas pelo território brasileiro.
É o típico exemplo de que uma solução simples e barata pode funcionar melhor do que soluções complexas e caras.  Esta é uma quebra de paradigma que os CIO´s relutam a aceitar, e a falta de adaptação pode sair caro pra suas empresas, e pra eles mesmos.
Já não chegou a hora de evoluir?
* Otto Pohlmann é CEO da Centric System, empresa especializada em soluções para centralização de sistemas e distribuidora do software GO-Global no Brasil. O GO-Global é um software desenvolvido pela empresa norte-americana Graphon, que permite a virtualização de aplicações cliente-servidor de maneira rápida, simples e econômica.www.centricsystem.com.br

Tags:

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nome (obrigatório)

E-mail (não será mostrado) (obrigatório)

Website

Mensagem (obrigatório)



Top